Header Ads

Seo Services

Governador José Melo e diretor da cadeia pública estariam na mira do PCC


Segundo informações que chegaram ao portal, por volta das 21:40h da noite de ontem, sábado, 25, cerca de 28 presos teriam fugido da Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa sob o comando das lideranças da facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

Segundo ainda as informações, os homens que fazem a linha de frente do PCC em Manaus, seriam Wellington Feitoza de Souza, o Play Boy da zona Sul e Janderson Rolim Matos, 25, o ‘Passarinho’ seriam os líderes da fuga e teriam selecionados cerca de 28 presos que teriam como missão, uma vez fora da cadeia, tocar o terror em Manaus. Um dos fugitivos seria Jones dos Remédios Martins, o Bactéria.

Uma vez fora da cadeia, os presos orquestrariam incendiar vários ônibus em diferentes pontos de Manaus, as informações dizem ainda que pessoas inocentes não estariam nos planos do fugitivos.

Outra missão a ser executada pelos fugitivos seria a de executar autoridades do estado do Amazonas, entre eles o diretor da cadeia pública e o governador José Melo, por supostamente "jogarem" com a facção FDN – Família do Norte. As ordens estariam vindas da Penitenciária 1 de Presidente Venceslau-SP.

Segundo as denúncias, o direto da cadeia pública teria ‘tirado’ as visitas e estaria fazendo negligência com os presos do PCC na Vidal, pois a revolta é que no Complexo Penitenciário Anísio Jobim as visitas estariam ‘normais’. As informações dão conta ainda de que o diretor estaria regulando água aos presos.

Grupo de Whatsapp Amigas Solidárias
As denúncias vieram com os prints de um grupo de Whatsapp chamado Amigas Solidárias, que seria composto de esposas e parentes dos presos da Cadeia Raimundo Vidal Pessoa. No grupo elas conversam sobre a fuga e falam em cerca de 30 fugas.

SEAP reconta presos

O portal ouviu a Seap por meio de sua assessoria, que informou estar fazendo a contagem dos presos. 

Mais tarde mais informações.




Tecnologia do Blogger.