Header Ads

Nomeado por Temer, Moraes tomará posse no STF em 22 de março


O presidente Michel Temer exonerou Alexandre de Moraes do Ministério da Justiça e o nomeou para o Supremo Tribunal Federal (STF).

A nomeação foi oficializada em edição extra do Diário Oficial da União, publicada na tarde desta quarta (22), apenas quatro horas depois da aprovação de seu nome pelo Senado, por 55 votos a favor e 13 contra.

A posse de Moraes foi marcada para 22 de março –o prazo é de até 30 dias após a nomeação ser publicada no Diário Oficial da União.

O novo ministro ocupará a vaga de Teori Zavascki, morto em acidente aéreo em 19 de janeiro.

Na terça (21), o nome dele havia sido aprovado por 19 votos a 7 na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), após 11 horas e meia de uma repetitiva sabatina.
Filiado ao PSDB até o momento em que foi indicado por Temer para a vaga, Moraes foi secretário da Segurança Pública de São Paulo.

Ele será revisor na Corte dos processos relacionados à Operação Lava Jato, que tem como alvos alguns dos senadores que o aprovaram nesta manhã, caciques do partido ao qual era filiado e integrantes do governo do qual fez parte até a indicação.

Para a oposição, Temer indicou Moraes ao STF justamente para blindar o governo da investigação.

Ele negou reiteradas vezes que suas relações anteriores influenciarão seu comportamento como ministro da Suprema Corte.

Moraes negou que haja um "desmonte" da operação, que tem como alvo 9 dos 51 senadores que integram a CCJ, e disse que os delegados que deixaram a força-tarefa da operação o fizeram por vontade própria.

Fonte: G1
Tecnologia do Blogger.