Header Ads

Seo Services

Marido invade unidade hospitalar e tenta matar a esposa depois de espancar equipe médica



A dona de casa Antônia Edilene Morais da Silva, 24, foi brutalmente espancada e por muito pouco não acabou morta pelo seu marido, o trabalhador avulso, Jefferson de Souza, 21, na madrugada desta quinta-feira, depois de uma conversa em que avisou que iria separar-se dele e iria levar com ela o filho do casal

O ato de violência e também considerado de extrema covardia, aconteceu no bairro D. Pedro I, no município de Jutaí, distante 751 quilômetros de Manaus em linha reta. Jefferson começou o espancamento dentro de casa e depois arrastou a esposa para o quintal onde pretendia matar Antônia Edilene com pauladas na cabeça, mas ela aproveitou um vacilo dele e conseguiu fugir do local.

Bastante machucada a dona de casa foi procurar socorro na Unidade Hospitalar do município, mas quando ela estava sendo atendida na enfermaria, o marido voltou a aparecer e reiniciou a agressão. Um médico e um auxiliar que faziam curativos na dona de casa tentaram ajudá-la e também foram agredidos com violência pelo autônomo.

Dois policiais militares que patrulhavam a área onde está situado o Hospital de Jutaí foram avisados do episódio violento que estava em andamento na unidade de saúde. Os soldados Tharlles e Elvis e conseguiram chegar a tempo de evitar que Jefferson matasse Antônia Edilene com golpes de bisturi.

O autor das agressões estava tão possuído de uma fúria incontrolável, segundo as testemunhas, que ele chegou a atacar até mesmo os policiais militares, que tiveram que agir cm uso de força para dominar e prender o trabalhador Autônomo, que foi levado em seguida para o 56ª Delegacia Interativa de Polícia de Jutaí.

A dona de casa atacada pelo marido ficou bastante machucada e teve de ser internada na unidade hospitalar do município. Jefferson foi enquadrado na Lei Maria da Penha, por crime de violência doméstica, por agressão física aos funcionários do Hospital e por resistência as prisão, denunciada pelos soldados que prenderam o acusado.

Tecnologia do Blogger.