Header Ads

Seo Services

Manaus vai ganhar sistema de bicicletas compartilhadas no Centro


 Sucesso em várias partes do mundo, movimentando milhares de pessoas, o sistema de bicicletas compartilhadas está chegando  à Manaus. Batizado de Manôbike, o projeto foi adotado pela Prefeitura de Manaus e junto a ele a cidade recebe a inédita implantação de ciclorrotas no Centro, garantindo, via sinalização horizontal e vertical, maior segurança especialmente aos ciclistas. O sistema passa a funcionar a partir do próximo dia 11.
 
Com o Manôbike, a Prefeitura de Manaus, por meio da política pública de mobilidade e transporte defendida pelo prefeito Arthur Virgílio Neto e agora pelo prefeito em exercício, Marcos Rotta, aumenta o incentivo a meios não poluentes e que visam à melhoria na qualidade de vida dos cidadãos.
 
A proposta das ciclorrotas do Manobike é trabalhar o compartilhamento da via, completamente assegurado pelo Código Brasileiro de Trânsito (CBT), que orienta ainda que a preferência nas vias é do menor modal para o maior - pedestres, ciclistas, carros, caminhões, ônibus e outros.
 
Estações e pontos
 
Manaus terá 11 estações em operação. A última a ser implantada, tendo como cenário o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, será concluída nesta terça-feira, dia 4/4. As estações, inclusive, estão localizadas em lugares históricos e turísticos da capital, como o próprio mercado, a centenária avenida Eduardo Ribeiro, Igreja Nossa Senhora dos Remédios, Praça do Congresso, Beneficente Portuguesa, entre outros.
 
As estações da Manôbike funcionarão alimentadas por energia solar e são interligadas via sistema de comunicação sem fio, redes 3G e 4G, permitindo que estejam conectadas 24 horas por dia.
 
O sistema funcionará de segunda-feira a domingo, das 6h às 23h, para retirada do equipamento, e 24h/dia para a devolução. Serão 110 bicicletas disponíveis para as 11 estações – todas 100% nacionais. A rede poderá ser ampliada futuramente, conforme demanda. O Termo de Cooperação tem prazo de 36 meses e não há ônus para o Município.
  
Como utilizar
 
Após cadastro no aplicativo e/ou no site (www.manobike.com.br), o usuário do Manôbike terá a opção de adquirir o passe mensal (R$ 10) ou passe diário (R$ 5) e não pagar valor adicional desde que use de acordo com as regras do projeto. De segunda-feira a sábado, o uso pode ser de 60 minutos ininterruptos, quantas vezes por dia o usuário desejar, desde que respeite o intervalo de 15 minutos entre as viagens. Aos domingos e feriados, o uso passa a ser de 90 minutos.
 
A Samba é a responsável pela implantação, operação e manutenção do sistema e assinou Termo de Cooperação com a Prefeitura, após sair vencedora do edital de Chamamento Público lançado pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb).
 
“Ao mesmo tempo que estamos promovendo um redesenho no Centro, com projetos na Praça da Matriz, por exemplo, transformando espaços e realizando recuperação urbana, estamos investindo na qualidade de vida, e o Manôbike será mais uma motivação para moradores, visitantes e turistas pedalarem seja a lazer ou para percurso de trabalho ou qualquer outra atividade”, diz o presidente do Implurb, engenheiro Claudio Guenka.  
 
Campanha
 
Antes da inauguração do Manôbike, a Prefeitura, em parceria com diversos grupos de pedais, lançou a campanha publicitária “No Trânsito eu Compartilho Respeito”, em fevereiro, amplificando a sensibilização de motoristas em relação aos ciclistas, que podem e devem compartilhar a mesma via.
 
A campanha está no ar e tem longa duração, envolvendo vários personagens reais nas peças e filmes. “Esse trabalho ajuda a consolidar o respeito no trânsito, com todos que estão nele, em especial aos modais menores e não poluentes. O respeito mútuo e a sensibilização nos trazem mais humanidade e segurança”, explica Guenka, acrescentando que ações e projetos como estes ajudam a tornar a cidade melhor para seus habitantes.
 
O sistema do Manôbike tem como empresa operadora a Samba Transportes Sustentáveis, do Grupo Serttel, com patrocínio da Hapvida.
 
 Foto: Karla Vieira/Semcom
Tecnologia do Blogger.