Header Ads

Seo Services

Após perder amistosos da seleção, Globo demite diretor de esporte

Quartel-general da Globo na Rio 2016: comando de Renato Ribeiro (Ivan Pacheco/VEJA.com)
 Em comunicado interno aos funcionários, a Rede Globo anunciou a saída de Renato Ribeiro do cargo de diretor da Central Globo de Esportes. A função será ocupada interinamente por Roberto Marinho Neto, diretor-geral de esportes do Grupo Globo até que "nova estrutura seja definida". 
 
A decisão acontece no mesmo dia em que reportagem do jornal "Folha de S.Paulo" revelou que a emissora não transmitirá os amistosos da seleção brasileira contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho, respectivamente. A CBF comprou horários na TV Brasil para exibir os jogos. 
 
Até o ano passado, a Globo transmitia com exclusividade todos os jogos da seleção. Não houve renovação de contrato. 
 
A emissora tem os direitos de transmissão para as partidas das eliminatórias para a Copa da Rússia, em 2018. Também exibirá o Mundial do próximo ano, assim como o de 2022, no Qatar. Mas, para as próximas eliminatórias, não há nenhum contrato assinado e a CBF estuda usar seu próprio projeto de transmissão. 
 
Para os dois amistosos na Austrália, a Confederação tenta fechar acordo com o Facebook para mostrar as partidas pela internet, com cotas publicitárias de R$ 2,3 milhões cada. 
 
Em nota divulgada à imprensa, a Globo disse não concordar com o modelo escolhido pela CBF e que buscou um acordo, sem sucesso. 
 
"A CBF tinha planos de negociar os direitos dos amistosos e das Eliminatórias da Copa 2022 na forma de bid (leilão fechado). Recentemente decidiu vender os dois jogos amistosos de forma avulsa e, embora não acreditemos que esta seja a melhor solução para todas as partes, tentamos negociar, mas não chegamos a nenhum acordo", diz o texto divulgado pela assessoria da emissora. 
 
A reportagem enviou e-mail à Globo questionando se a saída de Ribeiro estava relacionada à não transmissão dos amistosos da seleção. A emissora não respondeu.
Tecnologia do Blogger.