Homem morre em colisão entre embarcações no rio Nhamundá


Aconteceu nesta sexta feira, 05 de maio, por volta das 18:30h, um acidente com vitima fatal em frente a cidade de Nhamunda, quando a lancha Rayssa Becil, vinda de Manaus, conduzia seus passageiros no lugar da lancha Semeador Pinheiro, que ficou por motivo de troca de máquina; ao se aproximar da cidade, recebeu uma colisão em sua lateral direita, vinda e uma outra lancha de pequeno porte, com motor de 40 hp, causando um barulho que assustou a todos.

Segundo o comandante Jander Cavalcante, conhecido como "jandiá', não foi possível verificar a aproximação da lancha, pois pelo que parece, os mesmos estavam atravessamos o rio em direção à margem, proximo a praia da liberdade; e que após a colisão, voltaram e resgataram uma senhora de nome Nívea Castro de Souza, que pedia para lhe levar urgente ao hospital, pois sentia fortes dores na cabeça. A capitania dos portos, agência de Parintins, que está na cidade, foi acionado e acompanhou até as 22:30h, quando foram suspensas as buscas; que retomaram hoje cedo, quando por volta das 06:30h, encontraram o corpo de Heraldo Reis, conhecido como preto farinheiro, 46 anos. 

O capitão Barrios, da capitania dos portos, disse em entrevista, que um dos maiores problemas da região, são pessoas que viajam sem segurança de coletes e luzes de navegação, causando acidentes como este. Segundo o capitão, perícias foram feitas na lancha Rayssa Becil e a mesma encontra-se dentro dos padrões, com documentação em dia, tripulação completa e objetos de segurança de forma regular, estando portanto, apta à sua linha normal de retorno a Manaus, neste domingo.

A Marinha enviou nota à imprensa onde diz que será instaurado um inquérito administrativo para apurar como aconteceu e as responsabilidades do acidente.


Por: Paulo Sérgio Sá


Comprtilhe no Google Plus

da Redação - Manaus/AM