PUBLICIDADE

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Servidores receberão exposição de imóveis do programa habitacional do município

Foto: Ricardo Oliveira / Semcom
 Dentro da política de habitação do Município, a Prefeitura de Manaus está investindo também no sonho da casa própria para seus servidores. Os que manifestaram interesse em participar do Programa Habitacional do Servidor Público Municipal (PHSPM), lançado no dia 1° de maio, receberão a partir desta segunda-feira, 15/5, em suas secretarias, a visita dos agentes financeiros e representantes das construtoras conveniadas ao programa.

Até o dia 2/6, serão três semanas de exposição dos produtos pelas construtoras nas sedes das secretarias (conforme cronograma em anexo) com informações sobre os imóveis e, inclusive, análise financeira junto à Caixa Econômica no próprio ambiente de trabalho para que o servidor não precise se ausentar do local.

O programa, que é também parte da política habitacional do município – uma das prioridades na gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto e do seu vice Marcos Rotta – é executado pela Subsecretaria de Habitação e Assuntos Fundiários (Subhaf), vinculada à Casa Civil, para servidores com renda a partir de R$ 1.801,00 até R$ 9.000,00. Os imóveis oferecidos são de dois e três quartos, com varanda e vários itens de lazer e convívio social.

O projeto possui unidades habitacionais com valores diferenciados do mercado, bem como dos próprios subsídios dados pelo Governo Federal através do Programa “Minha casa, Minha vida”, do Governo Federal, vai oferecer de cinco a sete mil unidades habitacionais em diversas zonas da cidade, com condições de pagamento especiais e exclusivas, àqueles que ainda não possuem casa própria.

“O programa já é uma realidade. Algumas pessoas já assinaram contrato com a Caixa Econômica. Já temos unidades habitacionais para serem entregues em fevereiro do próximo ano”, lembrou o subsecretário municipal de Habitação e Assuntos Fundiários, Arimateia Viana, ressaltando que o programa terá investimento de 1 bilhão e 300 milhões, com recursos oriundos do Governo Federal, com prazo de entrega de todas as unidades em até quatro anos.

A enfermeira Priscille de Almeida, 27, é servidora municipal desde 2014, mora de aluguel e agora está prestes a ser contemplada com o sonho da casa própria. Com contrato já assinado, ela aguarda ansiosa a liberação dos trâmites legais para ser proprietária definitiva de um apartamento com previsão de entrega já em no começo de 2018.

“Quando você mora de aluguel, você não está investindo no que é seu. Não pode fazer nada no imóvel sem autorização do proprietário”, lembrou a servidora e futura dona de um apartamento de dois quartos, durante visita a obra que já está com o projeto adiantado.

Cronograma

Ao todo, a visita dos representantes das construtoras e agentes de financiamento às secretarias vai durar três semanas, do dia 15/5 ao dia 2/6. Além da sede da própria prefeitura, na Compensa, zona Oeste, as secretarias e seus anexos espalhados pela cidade receberão os stands das construtoras RD Engenharia, Direcional e Capital Rossi.