Header Ads

Wilker Barreto confiante na candidatura ao governo do Amazonas


 O vereador Wilker Barreto (PHS), presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está confiante na sua candidatura ao Governo do Amazonas para o mandato tampão, em substituição do ex-governador José Melo (PROS) em eleição direta que será realizada no dia 6 de agosto, em primeiro turno, e 27 do mesmo mês num eventual segundo turno.

Para ser candidato, Wilker não precisa renunciar ao mandato de vereador. Ele tem intensificado as visitas aos diretórios municipais no interior do Estado levando ideias e a proposta da chamada câmara compartilhada para debater com as lideranças politicas locais. Semana passada esteve em São Gabriel da Cachoeira, Barcelos, Tefé e Uarini. O PHS está presente em 45 dos 62 municípios do Amazonas.

“Deposito muita confiança na capacidade que tenho de gerenciar, dar continuidade aos serviços públicos que a população necessita. Acredito que o PHS tem condições de participar do processo eleitoral devido aos números que apresenta”, disse Wilker Barreto, que é aliado político do prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB).

Wilker destacou que o PHS obteve 138 mil votos nas eleições de 2016. “Um partido político que não participa das discussões da sua cidade, do seu Estado e do seu País, perde o objeto. Então, por isso, o PHS coloca meu nome à disposição para essa sucessão”, argumentou.

Parceria Prefeitura/Governo
Em pronunciamento na CMM, Barreto considerou madura e acertada a parceria retomada entre o prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB) e o governador em exercício, deputado David Almeida (PSD), ocorrida na última sexta-feira (12), no Centro Cultural Palácio Rio Branco, no Paço da Liberdade, Centro de Manaus.
 
“A ação conjunta entre a Prefeitura e Governo do Estado é uma atitude madura. Grandes desafios precisam ser encarados em conjunto”, ressaltou Barreto, ao observar também, que o retorno do subsídio para o transporte coletivo, um dos pontos a ser discutido entre os dois Poderes, foi outra atitude acertada de David Almeida (PSD).
 
Ao defender o retorno do subsídio às empresas do transporte coletivo em Manaus, como um meio para melhorar a qualidade dos serviços do sistema viário, Barreto solicitou à Comissão de Transporte da Casa agenda constante de acompanhamento como reforço para a melhoria do transporte público. “As discussões sobre o transporte coletivo não podem vir à esta Casa somente para debater aumento de tarifa, de igual modo, há outros problemas na cidade como água e outras demandas da população”, observou o parlamentar.
 
O presidente justificou que o retorno do incentivo fiscal às empresas não significa dar apoio aos empresários do transporte público, mais trazer de volta a economia ao bolso do usuário. “A população reclama do preço da passagem pela precariedade dos serviços, isso é fato, caso contrário ninguém reclamaria da tarifa. Fico feliz com o gesto de maturidade que demonstraram o prefeito Arthur Virgílio e o governador David Almeida”, concluiu o presidente.

Tecnologia do Blogger.