Header Ads

Seo Services

Wilker Barreto é candidato ao mandato tampão por indicação do PHS


O Partido Humanista da Solidariedade (PHS) sai na frente e lança oficialmente o nome do vereador Wilker Barreto como pré-candidato ao governo do Estado do Amazonas para o mandato tampão na eleição suplementar marcada para o dia 6 de agosto. O lançamento ocorreu na manhã deste sábado (27), no Hotel Da Vinci, em Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus, e reuniu lideranças do PSL, PV, PPS, PRP, PTN e até do PROS, partido do governador cassado José Melo, na figura do ex-vereador Jairo da Vical.

“Eu não gosto de brincar de fazer política”, disse Wilker ao ser questionado por que lançou a candidatura a dezesseis dias das convenções. “Nós do PHS não aceitamos mais essas receitas de bolo da política. Eu só não seria candidato se o prefeito Arthur lançasse o nome dele nesta eleição. Como ele não virá, conversei com ele e disse que tenho a contribuir muito com meu estado neste momento”, argumentou.

Questionado se aceitaria firmar alianças com o senador Eduardo Braga (PMDB) ou Amazonino Mendes (PDT), o vereador foi bem enfático: “É difícil eles abrirem as cabeças, então o PHS não abre mão. O Arthur não é candidato então participo de forma direta nesta eleição. E partido político que não tem coragem de fazer política é melhor fechar as portas”, afirmou.

Definir prioridades

“Somos um Estado rico com uma população pobre. Vejo um Amazonas em crise investindo no esporte e não na saúde. Temos o melhor secretário de Segurança, mas sem recursos Sergio Fontes não tem como fazer milagres”, declarou, ressaltando que o interior não consegue produzir nada. “O Amazonas é craque em enriquecer outros Estados. Precisamos mudar isso”, alfinetou.

“Não adianta abrir o leque para dizer que é grande e depois não conseguir suprir nenhuma das necessidades. Eu pretendo priorizar o que tem de ser priorizado. Nossa saúde, por exemplo, hoje temos pessoas morrendo nos hospitais porque não temos o básico. Isso é um crime”, destacou.

Na visão de Wilker se faz necessário reavaliar contratos, renegociar outros e cancelar muitos. “Precisamos tomar medidas nos primeiros dias de gestão para que em longo prazo tenhamos como trabalhar no que realmente é necessário. Falo isso porque como gestor, assim que assumi a Câmara de Manaus, enxuguei a Casa. Adotei medidas duras, mas que me permitiram no futuro fazer o correto. Exemplo disse que, em meio à crise, eu fui o único que conseguiu dar reajuste aos servidores”, justificou.

PV para vice

Ao lado de Eliane Ferreira, presidente do Partido Verde, Wilker Barreto disse que precisa de uma mulher como vice. “Eu governo com 70% de mulheres na Câmara”, disse o pré-candidato que aguardará uma resposta positiva do PV para compor sua chapa. Eliane foi convidada para ser a vice na chapa de Wilker, mas disse, ao ter a palavra franqueada aos componentes da mesa,  que na  terça-feira o partido estará reunido para definir. “PV tem autonomia para deliberar para onde caminhamos. Há duas semanas estamos sentando para conversar, mas a melhor conversa até agora foi com o PHS”, disse a presidente.

Tecnologia do Blogger.