PUBLICIDADE

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Além de jatinho da JBS, Temer voou em helicóptero de outra empresa


 O presidente da República, Michel Temer, utilizou em 2014 um helicóptero de empresa privada. Ele fez o deslocamento de ida e volta entre São Paulo e Tietê (SP), sua cidade natal, em 9 de março daquele ano. A informação foi divulgada pelo site do jornal Zero Hora, que publicou fotos de Temer desembarcando do helicóptero. A aeronave pertence a Juquis Agropecuária, que tem como dono um empreiteiro sócio de uma empresa investigada na Operação Lava-Jato, a Construbase Engenharia.
 
Ainda de acordo com o jornal, o helicóptero utilizado por Temer em 2014 tem o prefixo PR-VDN e, segundo o registro da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), pertence à Juquis Agropecuária desde janeiro de 2013. A empresa é de propriedade de Vanderlei de Natale. Ele também é sócio-administrador da Construbase, empreiteira que é investigada na Lava-Jato por participar de um consórcio sob suspeita de ter pago propina de R$ 39 milhões desviada do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), no Rio de Janeiro.
 
Temer viajou para Tietê para participar das festas de comemoração dos 172 anos de emancipação política do município. O então vice-presidente foi o principal homenageado do evento, que teve apresentação da orquestra Bachiana Filarmônica, regida pelo maestro João Carlos Martins. Segundo o jornal, ele foi e voltou na mesma aeronave.
 
Na semana passada, o presidente se envolveu em uma polêmica ao primeiro negar ter voado em um jatinho da JBS em 2011 e depois ter admitido voar em uma aeronave sem que soubesse quem era o dono. Joesley Batista, proprietário da empresa, porém, disse que Temer ligou para agradecer por ter colocado flores no avião. Nas duas ocasiões ele era vice-presidente da República.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário