PUBLICIDADE

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Pescadores apoiam Amazonino Mendes

Foto: Janailton Falcão
 O ex-governador Amazonino Mendes (PDT-AM), líder da coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas”, recebeu, no fim da tarde desta quarta-feira (21), o apoio dos dirigentes da Federação dos Sindicatos dos Pescadores e Pescadoras Artesanais do Estado do Amazonas (Fesinpeam). A instituição representa mais de 60 mil pessoas divididas em 54 sindicatos e 126 associações presentes em todos os municípios.

Na reunião, ocorrida no hotel Go In, no centro de Manaus, o candidato ao cargo de governador do Amazonas se comprometeu a iniciar a implantação de um grande projeto para a categoria, com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ou do Banco Mundial, a partir de setembro deste ano, se eleito.  “Eu tenho uma proposta que atenderá toda a categoria, da alevinagem à pesca. O projeto custa US$ 200 milhões e beneficiará o caboclo ribeirinho, a Amazônia e o mundo. O pescador será o dono do pescado e não os atravessadores.  Vai monitorar o peixe, pescar e comercializar”, comentou.

Das mãos do presidente da Fesinpeam, Ronildo Nogueira, Amazonino recebeu um ofício com 27 reivindicações da categoria. Entre os pedidos, os sindicalistas solicitaram a criação de terminais pesqueiros em cidades-polos no interior, linhas de créditos aos pescadores, entre outras. “Fiquei muito contente em ver que vocês (pescadores) estão organizados. Preocupados com a categoria e, principalmente, com a natureza. Não posso mentir e dizer que vou atender todas as solicitações porque, se Deus permitir, teremos um governo de pouco mais de 12 meses. Mas quero deixar o meu compromisso e dizer que vamos nos reunir várias vezes para implantar o nosso projeto para toda a categoria e atender, grande parte, da demanda de vocês. Essas reivindicações estão contempladas no projeto”.

Ronildo Nogueira, presidente da federação, destacou que atualmente os pescadores estão em situação crítica no Estado e a categoria se encontra sucateada. “Procuramos o Amazonino porque ele sempre foi muito sensível às questões do povo do interior. Sempre esteve atento ao setor primário, sobretudo, para o setor pesqueiro. Então, temos certeza que ele vai nos atender e ajudar”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário