Header Ads

Seo Services

SUFRAMA debate meios de alavancar o setor agropecuário

Foto: Márcio Gallo
 O titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Appio Tolentino, acompanhado da superintendente adjunta de Projetos, Paula Soares, e do coordenador geral de Acompanhamento de Projetos Agropecuários, Orisvaldo Neves, participou nesta terça-feira (20) da 5ª reunião de 2017 do Comitê de Apoio ao Desenvolvimento do Agronegócio no Amazonas. O evento ocorreu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) e reuniu representantes da Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento (SeplanCTI), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Amazonas (Fecomercio), Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea) e Fieam, além dos membros do próprio comitê e demais atores envolvidos com o setor agropecuário do Estado.
 
Durante a reunião, que debateu meios de alavancar a atividade agropecuária no Estado, possibilitando maior inserção dos produtos do setor primário amazonense no mercado regional, nacional e internacional, o superintendente Appio Tolentino destacou que “é preciso ter claramente em nossa agenda o que de matéria prima nós produzimos hoje e qual o nosso planejamento de produção futura, para que possamos identificar os produtos que pretendemos utilizar nas nossas agroindústrias. Com esse ponto definido, e com ajuda dos órgãos de pesquisa, pretendemos conversar com os empresários da região e do País e com empresas internacionais para tentar um aporte de recursos para estas agroindústrias buscando o desenvolvimento de produtos na área de alimentação, principalmente para exportação”.
 
O vice-presidente da Fieam, Nelson Azevedo, afirmou que a SUFRAMA tem estado muito atenta às demandas do setor produtivo do Estado, “o que podemos observar com a presença constante do superintendente Appio – desde que assumiu o cargo – nas reuniões realizadas aqui na Federação. Temos que abastecer a autarquia de informações e agir com o superintendente para desenvolvermos o setor agropecuário”.
 
Muni Lourenço, presidente da Faea, disse que reconhece a grande importância das indústrias instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) para a economia do Estado, “mas não há contradição em termos um setor agropecuário pujante em conjunto com o setor industrial já estabelecido, como ocorre hoje na Zona Franca de Manaus”.
 
Durante o encontro, a SeplanCTI ainda apresentou um diagnóstico econômico do Estado, demonstrando a diferença de Produto Interno Bruto (PIB) entre os municípios do Amazonas, além do potencial econômico das regiões do Estado.
 
Produtos que utilizam matéria prima regional e que apresentam grande potencial de exportação, como biscoitos à base de tambaqui e chocolates com cacau local, também foram apresentados aos participantes do comitê. 
 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.