Header Ads

Vila Olímpica recebe 3ª Copa Diego Trindade de Jiu-Jítsu, que vai reunir 500 atletas

Foto: Mauro Neto/Sejel
 A nova safra da Arte Suave estará reunida neste sábado, dia 24, quando acontece a 3ª Copa Diego Trindade de Jiu-Jítsu. O evento tem previsão de participação de 500 atletas e será realizado na quadra 2 da Vila Olímpica de Manaus, localizada no Dom Pedro, zona centro-oeste, e inicia às 9h. A competição, que recebe apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), é aberta ao público e está com as inscrições abertas.
 
“Estamos ansiosos para mais uma vez realizar esta Copa, que para nós tem um sentindo todo especial. Acreditamos que o evento já se tornou tradicional, é uma realização do Instituto Diego Trindade, e temos uma expectativa ótima de 500 participantes, o que já supera a edição anterior, quando 400 lutadores participaram. Assim, a cada ano que passamos, estamos melhorando em números e qualidade técnica”, disse a organizadora e mãe do homenageado, Euza Trindade.
 
A Copa vai reunir os naipes masculinos e feminino, nas categorias Infantil, Infanto Juvenil, e Juvenil, até 17 anos, de faixa branca até azul e ainda haverá a Absoluto. As primeiras três academias vencedoras ganham troféus, sendo que a campeã leva R$ 500; a segunda colocada, R$ 300; e a terceira, R$ 200. Na ocasião, serão sorteados quimonos aos participantes e rodízios de pizza.
 
Aqueles que desejarem participar da competição devem ficar atentos, pois as inscrições encerram nesta quinta-feira, dia 22, ao valor de R$20, sendo realizadas na Rua Martim Afonso de Souza nº 802 – Dom Pedro I. Crianças de 4 até 8 anos tem isenção.
 
 
O Instituto
 
Criado em 2012, o Instituto leva o nome do lutador Diego Trindade, morto em 2011. O projeto social incentiva o esporte de forma gratuita e tem em seu calendário a Copa que reúne crianças e jovens de todo o Amazonas, sendo referência como competição.
 
“O instituto tem uma grande importância, isso é fato. Ele é uma maneira de imortalizar o nome dele, do meu irmão, o Diego, e deixar acesa aquela chama que ele tinha de ser alegre, reunindo crianças e amigos para treinar. De alguma forma, meu irmão sempre sonhou em ter uma obra dessa e conseguimos realizar”, disse Fabio Trindade.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.