Header Ads

Seo Services

Aumentar qualidade na saúde é meta de Rebecca Garcia à frente do governo estadual


 Ciente do sofrível atendimento que o Sistema Único de Saúde (SUS) dispensa ao brasileiro, e ao amazonense em particular, a candidata ao governo do Amazonas Rebecca Garcia (PP) indica como a saúde vai ser gerida em sua gestão à frente do governo estadual.
 
"Tenho escutado com frequência que falta até dipirona nas unidades de saúde. Contudo, é preciso reconhecer que nos poucos meses de gestão do governador David Almeida, avanços significativos foram feitos na rede estadual, com a redução das filas para alguns procedimentos, por exemplo, e uma economia imediata de 6 milhões de reais em contratos para aquisição de medicamentos. Esses exemplos nos mostram que com gestão e seriedade é possível promover qualidade no serviço e na vida de quem precisa do SUS", afirma Rebecca Garcia.
 
De acordo a candidata da coligação "11 Coragem para Renovar", que inclui PP, Podemos e Avante, para dar qualidade e mais atenção à saúde no interior do Amazonas é necessária a estruturação de oito polos regionais, para que exames e procedimentos de média complexidade, incluindo diagnóstico e tratamento de cânceres em estágio inicial e serviços de obstetrícia sejam realizados em centros mais próximos de onde moram os pacientes. "O atendimento nos polos regionais reduz o sofrimento dos pacientes, além de não sobrecarregar o serviço de saúde na capital", afirma Rebecca Garcia.
 
Outra preocupação da ex-deputada federal Rebecca Garcia é sobre as filas de espera no atendimento à saúde no Estado do Amazonas. Ela diz ser preciso trazer para a gestão pública, particularmente na saúde, os princípios do planejamento, monitoramento de metas e prazos, economicidade e racionalidade no uso de recursos, materiais e humanos, nos moldes da iniciativa privada. De imediato, Rebecca planeja fazer parcerias com hospitais e clínicas privadas para dar vazão à demanda reprimida de exames e procedimentos eletivos.
 
No que diz respeito à Fundação Centro de Controle de Oncologia (FCecon), a candidata Rebecca Garcia propõe mais apoio técnico à gestão, também no sentido de buscar maior eficácia e economicidade, além de investir em programa para diagnóstico precoce do câncer do colo de útero. "Campanhas de conscientização e a telemedicina são muito importantes nessa área", afirma a economista que também planeja pôr o Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz em pleno funcionamento.
 
"O Delphina Aziz," afirma Rebecca Garcia, "talvez seja a mais bem estruturada instalação hospitalar pública de toda a região Norte. São 380 leitos, dos quais, 50 de UTI, sendo 20 de UTI pediátrica". A candidata progressista diz que não se pode admitir que uma estrutura dessas fique ociosa. "Desde a primeira hora vamos trabalhar para deixar o Delphina Aziz em pleno funcionamento. Isso será feito a partir da análise criteriosa do desenho dos serviços prestados na rede hospitalar do Estado, com austeridade e corte de gastos", explicou Rebecca Garcia.
 
A candidata acentua, ainda, que é importante qualificar o corpo técnico do governo do estado para buscar recursos junto ao governo federal para aumentar os repasses de média e alta complexidade (MAC), que são muito baixos no Amazonas. "É preciso vontade e determinação de ir atrás desses recursos, fundamentais para que possamos ampliar procedimentos mais complexos e caros, como a hemodiálise", finalizou Rebecca Garcia.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.