Header Ads

SSP-AM e Polícias Civil e Militar enviam reforço extra para áreas de confronto de criminosos


O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, anunciou, nesta quarta-feira (19), um reforço policial em áreas da cidade onde foram registrados confrontos de criminosos nos últimos dias, como no bairro Mutirão, zona Norte de Manaus.

Todos os órgãos de Segurança do Estado, Polícias Civil e Militar e Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), irão enviar efetivo extra para os locais. Já nesta quarta-feira (19), policiais civis e policiais da SSP-AM intensificam o policiamento ostensivo, em reforço às ações da Polícia Militar, que também está mantendo no local as tropas especiais da corporação.

Segundo o secretário, toda a cidade receberá o reforço ao longo do fim de semana. “Nós estamos aumentando a presença da Policia Civil e da Polícia Militar, com apoio dos nossos policiais da SSP-AM, através de operações em vários locais de Manaus para que a gente possa atingir toda a cidade. Nos bairros que são mais sensíveis, vamos colocar mais gente. Além do trabalho ostensivo, temos também as investigações com mandados de busca e mandados de prisão, estão sendo concluídos para colocar na cadeia esses indivíduos”, disse.

Desde domingo, as Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) da PM faz a operação Saturação no bairro Mutirão e a Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestro (DEHS) da Polícia Civil, investiga os homicídios registrados na área para identificar e prender os autores.

Sérgio Fontes explicou que disputas internas têm causado esses confrontos entre membros da mesma facção, que brigam pelo controle de bocas de fumo da zona Sul e Zona Norte. “Essas pessoas já foram identificadas e com certeza serão presas, como todas as demais lideranças já foram. Depois dos massacres entre PCC e FDN no começo do ano, imaginamos que essa briga por espaço fosse acontecer, mas, o que nós não esperávamos é que a própria facção predominante brigasse entre si, o que vem aumentando muito o trabalho de todo o Sistema de Segurança”, afirmou.

Ele explicou que os confrontos são “efeitos colaterais” de um cenário de disputas internas da facção, onde as lideranças não conseguem “entrar em acordo” e, por isso, estão matando os rivais. “Estamos tomando as medidas necessárias, com mais reforço de operações nas ruas, para que os criminosos não tenham espaço para fazer esses confrontos, e prender os envolvidos como estamos fazendo”, afirmou.

De acordo com dados da SSP-AM, o bairro Mutirão possui alto índice de homicídios motivados, em sua maioria, por envolvimento de pessoas com o tráfico de drogas. “As características dos crimes de execução demonstram a suspeita do envolvimento com o tráfico, com exceção das vítimas atingidas de forma inesperada no tiroteio dos criminosos, que são vítimas dessa disputa de território dos traficantes”, destacou Sérgio.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.