SSP-AM entrega novos armamentos para as forças de segurança do estado do Amazonas

(Foto: Liz Souza)
Na tarde desta sexta-feira (21), a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) fez a entrega de novos armamentos às Polícias Civil e Militar, para serem utilizados no combate à criminalidade no Amazonas, dando mais proteção aos policiais e fortalecendo as ações de Segurança na cidade e nos rios.
 
 
Além do montante de R$ 1,3 milhão para a aquisição de sete mil itens de armamentos, o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, anunciou ainda o investimento de mais R$ 400 mil em novas armas até o fim do ano, a compra de 70 fuzis e o projeto de aquisição de uma lancha blindada, que dará mais proteção aos policiais em ações de prevenção e combate ao crime, nos rios.
 
A apresentação dos novos equipamentos contou com a presença do comandante-geral da Polícia Militar, coronel David Brandão, o delegado-geral da Polícia Civil, Frederico Mendes, do comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Fernando Paiva Jr, entre outras autoridades do Sistema de Segurança.
 
O secretário Sérgio Fontes destacou a aquisição de equipamentos em andamento para reforçar as ações de Segurança. “Estamos com nossos três helicópteros em pleno funcionamento para patrulhamento aéreo e operações no interior do Estado. Estamos em processo de aquisição de fuzis T4 Taurus, e uma lancha blindada, muito importante para atuação nos rios, tudo para equipar melhor nossos policiais e garantir a segurança da população amazonense”, disse.
 
Durante o evento, foram entregues os 70 fuzis cedidos à SSP-AM, por meio de um termo firmado com o Exército Brasileiro, que serão utilizados exclusivamente pelos grupos especiais das Policias Civil e Militar e policiais da Inteligência da SSP-AM em operações fluviais.
 
Também foram apresentados armamentos não letais, e de menor poder ofensivo, como granadas de efeito moral, gás lacrimogênio, de luz e som, munições de impacto controlado (balas de borracha), spray de pimenta e outros. Ao todo, são em torno de sete mil armamentos não letais que irão repor os materiais que já foram utilizados, sobretudo, nos presídios.
 
O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, destacou a importância dos armamentos não letais para conter distúrbios civis. “Essa aquisição de armas não letais, como granadas, balas de borracha e spray de pimenta, é para municiar as tropas especiais, principalmente em operações de revistas em presídio ou em ocorrências que comprometam a ordem pública", explicou Fontes.
  
O comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas, coronel David Brandão, destacou a importância dos novos equipamentos. “Receber esses novos equipamentos representa muito para a nossa polícia, porque estamos dando o armamento adequado para o policial que enfrenta a criminalidade, seja na cidade ou nos rios”, disse.
 
O delegado de Polícia Civil, Frederico Martins, afirmou que a aquisição de fuzis vai propiciar um combate igualitário ao crime organizado. “Nós temos que equiparar as forças da Polícia Civil e Militar para combater os criminosos, que estão se municiando de armamentos pesados, ressaltando que esse armamento vai ser utilizado em áreas rurais, como nos rios do nosso Estado, para combater principalmente os narcotraficantes”, afirmou.
 
Sérgio Fontes destacou a necessidade urgente da realização de concurso público para todos os órgãos do Sistema de Segurança, mas que é preciso primeiramente finalizar o processo de promoção dos militares. “A população se pergunta por que não tem tantos policiais hoje nas ruas como tinha antes, e eu digo que não dá pra comparar momentos diferentes. Na verdade, em 2014 tinha uma escala de serviço que permitia muito mais policiais nas ruas, o que era desgastante para o policial. Essa escala foi modificada e ampliada, sendo que um concurso público seria realizado em seguida, o que não aconteceu por conta da crise econômica”, afirmou.
Comprtilhe no Google Plus

da Redação - Manaus/AM

0 comentários:

Postar um comentário