Header Ads

Seo Services

Amazonino vence o primeiro turno e agradece aos mais de 576 mil eleitores

Foto: Clóvis Miranda
 “Este reconhecimento do povo na altura da minha vida, me faz ficar de joelhos perante a esse povo. Isso me comove, mexe comigo. Agradeço ao homem simples que tem a esperança no Amazonino”. Com essas palavras, o candidato Amazonino Mendes (PDT) agradeceu aos 576.240 eleitores amazonenses (38.79%) que apostaram na candidatura pela reconstrução do Amazonas.
 
Durante coletiva de imprensa, na sede do Comitê Central, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, o ex-governador disse que o resultado o deixa ainda mais forte para o segundo turno, mesmo com tantos ataques levianos produzidos pelo adversário na primeira etapa do pleito. “Não sei onde colocar tanta alegria com este resultado. Nossa campanha foi voltada para a harmonia, uma campanha que respeitou todos os adversários, até mesmo com aquele que fez mais de 3,5 mil inserções contra a gente. 
Mas com a sabedoria da experiência que a gente acumulou ao longo do tempo, a paciência da universidade da vida, a tolerância, que é uma virtude que o homem deve cultivar, tudo isso presidiram o nosso comportamento”, comentou o candidato. “Para permitir que se pudesse, com dignidade, clareza, respeitar o povo com proposta de forma limpa”, completou.
 
O líder da coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas” agradeceu ainda aos apoiadores de campanha e disse que, se eleito, as prioridades serão o povo e o Estado. “Agradeço a todos os meus apoiadores, sem exceção, mas o compromisso e com o povo e o Estado. Depois vêm eles (apoiadores). O projeto é um só: de suar, trabalhar e pedir a Deus muita competência, resignação, paciência, determinação e sabedoria para comandar o Amazonas”.
 
 
Confiança
 
Durante a coletiva, Amazonino disse que confia na sua experiência para reconstruir a máquina administrativa pelos próximos 12 meses. “Vamos levantar o Amazonas. Eu tenho confiança. Se eu não tivesse confiança, eu não estaria aqui. Estaria na minha casa, curtindo os anos de luta que atravessei na minha vida. Eu já um homem conquistado, hoje eu sou um homem apaixonado”, comentou.
 
Segundo turno
 
Sobre o segundo turno, o candidato Amazonino disse durante este domingo que quem decide todo o processo político é o povo. “O apoio quem vai dar é o povo. A apoio de um político só é legítimo e correto quando é dado pelo povo. Não creio muito nesse processo político de conluio partidário ou coisa parecida. Quem decide não é o partido, quem decide é o povo”, finalizou.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.