Header Ads

Prefeito e gestores do Município debatem estratégias de planejamento do projeto Manaus 2030

Foto: Mario Oliveira/Semcom
Destacando o quadro atual e definindo aonde se quer chegar até 2030, o prefeito Arthur Virgílio Neto reuniu, nesta quarta-feira, 23/8, gestores e comitês de planejamento no 3º Workshop Manaus 2030, que consolidou os objetivos do Planejamento Estratégico do município, com seus pontos fracos e fortes, oportunidades e ameaças à gestão.

Coordenado pelas secretarias municipais de Administração, Planejamento e Gestão (Semad) e de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), o processo de construção do Planejamento Estratégico da Prefeitura para os próximos 12 anos envolve a participação de todas as secretarias municipais, com a consultoria do Instituto Áquila.

Para o prefeito, o fato de Manaus ser a melhor cidade no que diz respeito à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), de acordo com Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), é resultado da preocupação com planejamento e a previsão que se tem no Município.
"Com esse workshop abrimos uma fase nova. Antigamente, só buscava-se resolver urgências, mas agora é planejamento com qualidade e sofisticação para que nós possamos enfrentar, de maneira mais exitosa ainda, os problemas que afligem nosso povo", destaca o prefeito.

De acordo com a titular da Semad, Luiza Bessa Rebelo, um grande levantamento, com miniworkshops nas secretarias, foi realizado nos últimos 15 dias para determinar um diagnóstico da Prefeitura, a matriz SWOT de cada órgão, por meio de entrevistas desde gestores, diretores até membros da comunidade nas ruas, além de pesquisas online de ambiente interno e de satisfação, que foram respondidas por servidores.

A Análise SWOT – forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, na sigla em inglês - é uma ferramenta utilizada no planejamento de uma corporação para elaborar um retrato do cenário atual. “Esse estudo vai embasar a construção de metas e objetivos para fortalecer e manter os pontos fortes, estabelecer ações para dirimir fraquezas, aproveitando oportunidades de crescimento e combatendo as ameaças externas à gestão”, explica Luiza.

A partir do levantamento realizado em cada órgão, segundo o secretário da Semef, Lourival Praia, o Comitê Técnico de Planejamento fez uma consolidação de dados, focado nas ações da Prefeitura no município, objeto de apresentação do 3º Workshop. “Hoje, entregamos os objetivos estratégicos da Prefeitura de Manaus. Em nosso modelo de gestão, já definimos a missão da Prefeitura, sua visão de futuro, seus valores, seus eixos estratégicos e agora teremos os objetivos estratégicos. E a partir daí elaboraremos o PPA (Plano Plurianual) e a LOA (Lei Orçamentária Anual) do município”, detalha Praia.

Cronograma
Ainda estão previstos mais dois workshops de planejamento, destaca a consultora do Instituto Áquila, Michelle Barreto. “Neste terceiro encontro, traçamos o diagnóstico da Prefeitura e os objetivos de governo. Nos próximos serão definidos o mapa estratégico do município. Já na próxima semana, as metas e indicadores de desempenho para o Plano Plurianual de 2018 a 2021”.

Conforme Bessa Rebelo, é fundamental nesse processo, como vem sendo conduzido sob a orientação do chefe do Executivo, que o planejamento de ações da Prefeitura de Manaus e o desenvolvimento que se deseja alcançar nas ações de 2018 a 2030 estejam entrelaçados à previsão orçamentária do município. “É preciso estabelecer uma priorização de ações de acordo com o que podemos investir, com visão de futuro, promovendo um uso racional e estratégico dos recursos, embasado em estudos, debates e trabalho em conjunto”, finaliza.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.