PUBLICIDADE

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Traficante que mandou queimar viatura da polícia é peso em Tapauá

Policiais do 2º Pelotão do município de Tapauá, distante 449 Km de Manaus em linha reta, cumpriram mandado de prisão preventiva que levou para a cadeia o acusado de tráfico, Salim Soares Mesquita.
 
O preso é acusado de ter mandado atear fogo na viatura S-10 da Polícia Militar de uso operacional do pelotão no município, na madrugada do dia 28 de fevereiro deste ano, quando o veículo encontrava-se no estacionamento da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tapauá.
 
De acordo com o sargento PM Rildo, comandante do 2º Pelotão do município, situado na calha do rio Purus, a investigação confirmou que Salim Soares, contratou e deu a ordem para um viciado em drogas atear fogo na viatura policial.
 
O traficante teria descoberto que a polícia de Tapauá vinha realizando investigação de tráfico de drogas no município. Com medo de ser preso, Salim mandou queimar a viatura que tinha saído da manutenção poucos dias antes de ser destruída pelo incêndio provocado.
 
Segundo informou o sargento Rildo, os moradores do bairro Mutirão onde Salim morava, deram parabéns ao Poder Judiciário e à Polícia Militar, por ter tirado de circulação esse traficante de alta periculosidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário