Header Ads

BNDES ameaça recorrer ao TCU para não ter de devolver R$ 180 bi ao Tesouro

(Foto: Estadão)
O embate entre o BNDES e o governo federal está prestes a evoluir para uma disputa oficial. O motivo do confronto é o pedido da equipe econômica para que o banco devolva ao Tesouro, entre 2017 e 2018, R$ 180 bilhões que foram repassados à instituição financeira. O comando do BNDES é contra a devolução e ameaça apelar ao Tribunal de Contas da União (TCU) para não ter de desembolsar a quantia. 
 
Antes disso, como última cartada, vai apresentar ao governo documentos que indicam que a antecipação do pagamento dos empréstimos pode trazer risco aos interesses do banco. “Nossa prioridade é governança, prudência e cuidados com recursos que são do público”, disse Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES, em entrevista ao Estadão/Broadcast. 
 
A União – única acionista do banco – pediu a devolução de R$ 50 bilhões este ano e mais R$ 130 bilhões em 2018. Em 2015 e 2016, o BNDES já tinha devolvido R$ 130 bilhões. O governo conta com esse dinheiro para reduzir a dívida pública e cumprir a chamada “regra de ouro”, que impede a emissão de novas dívidas para financiar despesas correntes. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.