Header Ads

Edson Fachin determina prisão de Joesley Batista e Ricardo Saud

Rovena Rosa/Agência Brasil
O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), atendeu ao pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e determinou a prisão dos empresários Joesley Batista e Ricardo Saud, do grupo J&F.

As prisões podem acontecer ainda neste domingo (10), segundo o jornal O Estado de S. Paulo. O pedido de Janot também se estendia ao ex-procurador Marcello Miller, mas a decisão de Fachin não o contemplou.

Após a determinação de prisão, os empresários Joesley Batista e Ricardo Saud decidiram se entregar, de acordo com informações da TV Globo.

Em conversa entregue pela própria defesa da JBS, Saud e Joesley conversam sobre a suposta interferência de Miller para ajudar nas tratativas de delação premiada. O ex-procurador ainda fazia parte do Ministério Público quando começou a conversar com os executivos, no final de fevereiro. Ele foi exonerado da instituição apenas em abril.

Na segunda-feira, Janot abriu um procedimento de revisão do acordo de delação dos empresários. Ele vai pedir a revogação do benefício de imunidade penal concedido aos delatores.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.