Header Ads

Governo paga 13º dos servidores e abono do Fundeb aos professores


Aproximadamente R$ 213 milhões é quanto o Governo do Amazonas está injetando na economia com pagamento de mais 30% do 13º Salário dos servidores públicos estaduais e de uma das parcelas correspondentes a sobras do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) que está sendo rateado entre professores e pedagogos da Rede Estadual de Ensino. O pagamento será feito na forma de abono salarial.

Somente do rateio do Fundeb serão pagos, na próxima quarta-feira, dia 20 de setembro, R$ 118 milhões, correspondentes a 50% de R$ 236 milhões que o Governo Federal repassou ao Estado. Nestas quinta (14) e sexta-feira (15) foram pagos R$ 95 milhões relativos a 30% do 13º Salário a aproximadamente 100 mil servidores. Em junho, o governo já havia adiantado R$ 30% do décimo.
“Resolvemos dividir o abono do Fundeb, que já está em caixa, em duas vezes. Uma paga agora e a outra ficando para o próximo governador. O recurso está garantido e, com certeza, fará uma grande diferença na vida financeira de milhares de famílias dessa classe de servidores tão valorosa, que é a da educação”, disse o governador David Almeida.

O abono do Fundeb foi anunciado em agosto pelo governador e o valor destinado para a categoria será de R$ 236 milhões. O pagamento será feito de acordo com a carga horária que pode ser de 20, 40 e 60 horas. Os profissionais que atuam com carga horária de 20 horas devem receber aproximadamente R$ 6 mil, e os que trabalham com 40h e 60 horas, devem receber respectivamente, R$ 12 e R$ 18 mil, valores estes que serão pagos em duas parcelas.

Para o secretário estadual de Fazenda, Arnóbio Bezerra, são valores significativos que ajudam a movimentar a economia e, por consequência, resultam em aumento de arrecadação para o Estado. “Quando entra dinheiro no mercado, aumenta o consumo no comércio e no setor de serviços, refletindo também na indústria. Tem gente que opta em pagar dívida e, por conseguinte, vai entrar o fim de ano com crédito o que gera mais consumo e assim vamos mantendo a economia aquecida”, disse o secretário, ao ressaltar que Amazonas economicamente está bem.

"No fim do mês pagaremos mais uma quantia grande referente aos salários dos servidores. São mais recursos injetadas no mercado pelo Estado que é o maior empregador e isso faz diferença. Nossas contas também estão em dia. Estamos com pagamentos dos salários em dia, com os repasses dos poderes também e cumprindo todas as obrigações constitucionais", ressalta Arnóbio.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.