Header Ads

Janot acusa ‘PMDB da Câmara’, de Temer, de receber R$ 350 milhões em propinas


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vai apontar recebimento de R$ 350 milhões em propinas pelo PMDB na Câmara, grupo político que tinha como um dos líderes o presidente Michel Temer no esquema de corrupção e cartel descoberto na Petrobras.

Trata-se da última denúncia criminal do "quadrilhão da Lava Jato" e será apresentada nesta semana ao STF pelo atual PGR. São quatro acusações contra políticos do PP, do PT, do PMDB do Senado e do PMDB por crime de associação a organização criminosa.

“O grupo do PMDB da Câmara dos Deputados que integrou a organização criminosa obteve ilicitamente pelo menos R$ 350.000.000,00 à partir de propina paga por empresas”, escreve Janot.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.