Livro editado pela UEA Edições será lançado na Bienal Internacional do Livro do Rio

Júlio Cláudio da Silva é professor de História da Universidade do Estado do Amazonas e retratou na sua obra o pioneirismo da atriz Ruth de Souza e sua importância no cenário artístico nacional e para o movimento negro | Foto: Edmilson Saldanha
 O livro "Uma Estrela Negra no Teatro Brasileiro: relações raciais e de gênero nas memórias de Ruth de Souza (1945-1952)", editado pela UEA Edições, será lançado no dia 2 de setembro durante a XVIII Bienal Internacional do Livro do Rio. A solenidade ocorrerá às 15h no Stand da Associação Brasileira das Editoras (ABEU), Pavilhão 3, Azul - H09/109, localizado na Avenida Salvador Allende, nº 6.555, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.
 
Na obra, o autor aborda os primeiros anos de carreira da atriz, seu pioneirismo, sua importância no cenário artístico nacional e para o movimento negro. O escritor e professor, Julio Claudio da Silva, relembra que iniciou em 2005 as pesquisas para a obra, inclusive analisando arquivos pessoais da atriz. A partir daí vi que se tornaria um trabalho inédito. A obra é multifacetada e pode ser usada na História, Antropologia, Teatro e outros estudos", destacou. O livro conta ainda com quarta capa do ator e diretor Lázaro Ramos.
 
Júlio Cláudio da Silva é professor de História da Universidade do Estado do Amazonas e doutor em história pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal Fluminense. O professor é locado no Centro de Estudos Superiores de Parintins (Cesp) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).
 
Entrevista - O escritor e professor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Julio Claudio da Silva, participou na quinta-feira (31) de uma entrevista no Programa "Sem Censura" para falar sobre o lançamento do livro "Uma Estrela Negra no Teatro Brasileiro: relações raciais e de gênero nas memórias de Ruth de Souza (1945-1952)". O programa é exibido na TV Brasil e pode ser acompanhado pelo Facebook no link www.facebook.com/semcensuratv.

Comprtilhe no Google Plus

da Redação - Manaus/AM

0 comentários:

Postar um comentário