Header Ads

Oitavas de final do Grand Prix de Vôlei LGBT iniciou neste domingo (10)


Oito seleções que compõem a chave A e B avançaram para as oitavas de final da competição LGBT mais animada do vôlei brasileiro, o Grand Prix. A definição das equipes ocorreu na noite do último sábado (09) no ginásio Ninimberg Guerra, no São Jorge, na última rodada da fase classificatória. As seleções do Brasil, França, Itália, Tailândia, Suécia, Catar, Cuba e Estados Unidos estão na primeira fase do mata-mata. A competição recebe apoio do Governo do Amazonas por meio da Secretaria de Estado, de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Sem perder tempo, as seleções iniciam na tarde deste domingo (10), no CDCC do Corado, na Zona Leste, a partir das 17h, os primeiros embates do perde e saí. No próximo sábado (16), no ginásio Renné Monteiro é a vez das equipes da República Dominicana, Austrália, Portugal, República Tcheca, África do Sul, Sérvia, Espanha e Nigéria entrarem na briga pelos R$ 1 mil reais em premiação. Canadá e Jamaica deram adeus a competição na primeira fase.

Equilíbrio e animação

Com quatro jogos disputados, o destaque da noite de sábado ficou por conta da vitória de Cuba sobre a Espanha, por 2 sets a 1, em um jogo equilibrado. O time do mar do Caribe terminou a primeira fase na sexta colocação da Chave B. A Espanha ficou na segunda posição da chave.

“Nosso jogo foi bom, foi o melhor que fizemos na competição e o nosso time está se achando em quadra, pois estamos com um levantador novo. Mas foi o melhor jogo que fizemos no campeonato. Vamos pegar a Itália e vai ser um jogo muito difícil”, comentou o meia de rede, Nir Lima, 42 anos.

A partida entre a animada França e a Tailândia contou com um fator incomum no vôlei tradicional, mas super aceito no vôlei LGBT: "O fresca". O item que permite que um atleta tire sarro com o adversário a cada ponto está no regulamento da competição. Tem até jogador que ganhou por cinco vezes o prêmio de 'melhor fresca'.

“É uma coisa natural e nosso regulamento permite. E eu sou há cinco anos consecutivo ‘a melhor fresca’. Sou a melhor que grita, a melhor que faz o show para a arquibancada e estou defendendo o título este ano de novo”, comentou o meia de rede da seleção francesa, Thiago Saldanha, 24, mais conhecido como Bianchini, em homenagem a uma jogadora da liga francesa de voleibol.

Os “franceses” vencerem fácil a Tailândia por 2 sets a 0. Nas outras partidas, a Itália não teve dificuldades para vencer Portugal por 2 sets 0. Suécia e Estados Unidos fizeram um bom espetáculo que terminou com a vitória da equipe norte-americana por 2 sets a 0.

Jogos

1ª Oitavas de final

Domingo, dia 10 – CDCC Corado


Brasil x Suécia
França x Catar
Itália x Cuba
Tailândia x Estados Unidos

2ª Oitavas de final

Sábado, dia 16 – Ginásio Renné Monteiro

República Dominicana x África do Sul
Austrália x Sérvia
Portugal x Espanha
República x Nigéria

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.