Praça da Matriz recebe últimos ajustes para ser entregue à população

Foto: Altemar Alcântara / Semcom
Marcada para o dia 15 de Novembro, a reinauguração da praça da Matriz será na data em que se comemora a Proclamação da República e que dá nome ao espaço, símbolo do resgate e valorização do Centro Histórico de Manaus. Neste sábado, 16/9, o secretario-chefe da Casa Civil, Arthur Bisneto, visitou as obras que passam pelos últimos ajustes antes da entrega à população.

“A Matriz é uma praça que, na Manaus antiga, reunia famílias que moravam, principalmente, no centro da cidade. E nós vamos conseguir entregar até dia 15 de novembro a obra pronta, para a população voltar a usar esse lugar como ele merece”, destacou Bisneto.

O secretário-chefe ressaltou, ainda, o tamanho da carga histórica da obra. “Não podemos negar que a obra atrasou, mas é um compromisso nosso devolver para a população esse símbolo que faz parte da história da nossa querida Manaus”, completou Bisneto.

A praça 15 de Novembro, mais conhecida como praça da Matriz, era o ponto de entrada da cidade, principalmente daqueles que chegavam de barco. ”Através da gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto, Manaus está reencontrando sua identidade, a sua história aqui no Centro. Para nós é uma imensa alegria ter essa praça, que é um cartão-postal, reaberta para a visita de toda a população”, disse o subsecretário do Centro Histórico de Manaus (Subsemch), Rafael Assayag.

Atualmente, as obras na Matriz estão em fase final e se concentram na criação de novos passeios aos pedestres. A instalação dos últimos paralelepípedos na área do entorno do antigo aviaquário já foram iniciadas. Lá foram encontradas pedras jacarés e lióz, da criação original, vindas diretamente de Portugal. O local será isolado e servirá como uma espécie de sítio arqueológico, onde a população poderá observar os achados da história.

Toda área do Relógio Municipal já está, praticamente, concluída. A parte de iluminação, instalação dos paralelepípedos e jardinagem já estão completamente prontos. O monumento histórico terá seu maquinário renovado, além da revitalização interna, expondo o teto trabalhado em adornos, há muito tempo escondido e esquecido na história.

Paisagismo

No total, serão plantadas 32 árvores da espécie oitizeiros em canteiros onde já existiam elementos arbóreas da mesma espécie e áreas onde ainda não havia, a exemplo do passeio público, em frente ao Terminal da Matriz. A praça possui, ao todo, 163 árvores.

Para a reinauguração da Matriz será realizada uma missa campal, que será presidida pelo Arcebispo de Manaus, Dom Sergio Castriani.
Comprtilhe no Google Plus

da Redação - Manaus/AM

0 comentários:

Postar um comentário