Seap ainda não tem tornozeleira eletrônica de Geddel


 Após a operação da Polícia Federal que apreendeu oito malas e seis caixas cheias de dinheiro em apartamento supostamente ligado ao ex-ministro Geddel Viera Lima, no bairro da Graça, em Salvador, o assunto sobre falta de tornozeleiras no estado veio à tona novamente. 
Até hoje, o ex-ministro cumpre pena sem o uso do dispositivo de rastreamento. A Secretaria de Administração Penintenciária e Ressocialização (SEAP) da Bahia informou, nesta terça-feira (5), que ainda "está aguardando" a chegada de tornozeleiras eletrônicas, dispositivos de rastreamento de detentos que cumprem pena no regime aberto ou semi-aberto. 
Ainda conforme o órgão, os equipamentos estão em falta no estado e os presos nestas condições estão sem a devida fiscalização das autoridades. O prazo para que a empresa responsável pela fabricação entregue as tornozeleiras é até 20 de setembro deste ano.
Geddel está em prisão domiciliar desde julho deste ano, quando foi indiciado pelo Ministério Público por obstrução de Justiça no âmbito da Operação Cui Bono, desdobramento da Operação Lava-Jato.

Comprtilhe no Google Plus

da Redação - Manaus/AM

0 comentários:

Postar um comentário