Header Ads

Semed condena atitude de suspeito de abusar de alunos do Cmei


A Secretaria Municipal de Educação (Semed) REPUDIA veementemente a violação dos direitos e do bem estar de qualquer pessoa, especialmente crianças e adolescentes. Quando a Secretaria tomou conhecimento, por meio do Conselho Tutelar e da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), da prisão de um homem suspeito de abusar de quatro alunos do Centro Municipal de Educação Especial (Cmei) Eva Gomes do Nascimento procurou as famílias para conversar e prestar auxílio psicológico por meio do Centro Municipal de Atendimento Sociopsicopedagógico (Cemasp), bem como iniciou procedimentos internos para esclarecer o assunto e confirmar o não envolvimento de nenhum servidor com o caso.
O homem, que está preso após investigação da Depca, não possui qualquer contrato, ou vínculo com a Semed, o mesmo prestava serviços de transporte escolar particular. O denunciado em questão nunca teve qualquer relação empregatícia com a secretaria.
A atual gestão da unidade de ensino e a Divisão Distrital Zonal (DDZ) responsável pela área já estão auxiliando nas investigações da polícia, prestando todas as informações solicitadas.
A Semed também já desenvolve nas unidades escolares da rede todo um trabalho voltado para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, por meio de palestras e ações informativas/educativas desenvolvidas tanto pelo Cemasp, quanto pela Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe).
A Semed informa ainda que não entrará em mais detalhes sobre o crime para preservar as famílias e não prejudicar a investigação policial em andamento, coordenada pela Depca.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.