Sinetram informa Defensoria Pública sobre tempo de passagem na catraca


O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) informou, na tarde desta quarta-feira (6), a Defensoria Pública do Estado (DPE), sobre como será o funcionamento dos 30 segundos na catraca. A medida foi adotada depois que um equipamento chamado solenoide, que fica dentro da catraca, estava queimando por aquecimento devido ao longo tempo acionado e aumentando o recolhimento de ônibus para reparos.

No documento, o Sinetram explica que o tempo estipulado é suficiente para a passagem na catraca e não cauda danos aos usuários. “Os 30 segundos somente começam a contar a partir do momento em que o passageiro está apto a passar pela catraca, ou seja, encostado na mesma, de modo que o tempo é mais do que suficiente para a passagem, não tendo havido qualquer dano ao usuário, tampouco reclamação quanto a este particular”, diz o documento.

O Sinetram destaca que o equipamento voltará a funcionar como era anteriormente, até que todos os esclarecimentos sejam feitos à DPE e provado que não existe prejuízo aos usuários. Uma reunião entre Sinetram e DPE está marcada para a próxima terça-feira (12), às 15h, na sede da Defensoria.
Comprtilhe no Google Plus

da Redação - Manaus/AM

0 comentários:

Postar um comentário