Header Ads

Seo Services

Ataque deixa ao menos 50 mortos e 200 feridos em festival em Las Vegas



Um ataque a tiros deixou ao menos 50 mortos e 200 feridos no festival de música country Route 91 Harvest, em Las Vegas, na madrugada desta segunda-feira (2).

A polícia matou o atirador no 32º andar do resort Mandalay Bay, que fica em frente ao local onde ocorria o festival, de onde foram feitos os tiros. Várias armas de fogo foram encontradas no quarto que ele ocupava.

O atirador foi identificado pela polícia como o morador local Stephen Paddock, 64. Um porta-voz afirmou que sua motivação é desconhecida. As autoridades acreditam que ele agiu sozinho e que não tinha ligações com nenhum grupo terrorista.

Dois carros de propriedade de Paddock foram localizados pela polícia durante a investigação, assim como Marilou Danley, uma mulher que dividiria um apartamento com o atirador. A polícia afirmou que ela será interrogada, mas não deixou claro se considerava que ela poderia ter alguma ligação com o ataque.

"Confirmamos que um suspeito foi morto. A investigação está em curso. Pedimos novamente a todos que não se dirijam ao local neste momento", escreveu a polícia de Las Vegas em sua conta no Twitter.

No Twitter, usuários compartilham vídeos que mostram o momento em que os tiros começaram durante música do cantor Jason Aldean.

Em uma rede social, Aldean declarou que "dói o meu coração que isso tenha acontecido com pessoas que estavam apenas curtindo o que deveria ter sido uma saída divertida".

O consultor financeiro Mike McGarry, 53, disse que estava no festival quando ouviu centenas de disparos de tiros.

"Foi uma loucura –eu me deitei em cima do pessoal. Eles têm 20 anos. Eu tenho 53. Eu já vivi uma boa vida", afirmou. A parte de trás de sua camiseta tinha marcas de pegadas de pessoas que tinham corrido por cima dele depois que a multidão entrou em pânico.

Alguns voos previstos para o Aeroporto Internacional McCarran, em Las Vegas, foram desviados para outras cidades após o incidente. Várias ruas da cidade foram bloqueadas.

Este foi o ataque com maior número de vítimas nos Estados Unidos, superando o atentado de 2016 em uma casa noturna em Orlando, Flórida, quando um atirador que alegou ter ligações com a organização terrorista Estado Islâmico matou 49 pessoas.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.