Header Ads

Seo Services

Drenagem profunda é concluída na avenida Professor Nilton Lins em Manaus


Os trabalhos de drenagem profunda nas obras de implantação das alças de retorno na avenida Professor Nilton Lins, Parques das Laranjeiras, zona Centro-Sul, foram concluídos nesta terça-feira, 3/10, pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). A obra entra em fase da terraplanagem e, sequencialmente, irá receber a concretagem da pista e asfaltamento.

Com a finalização dos trabalhos nas alças,  os condutores irão realizar as manobras de retorno com segurança e sem congestionar o trânsito no local. "É um retorno importantíssimo para essa área do Parque das Laranjeiras, porque hoje os veículos fazem retornos irregulares, ocasionando perigos para si e para os outros", explicou o vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta.

A avenida é a principal via de ligação entre a avenida Torquato Tapajós e o bairro Parque 10 de Novembro. Com essas intervenções, os condutores terão opções de retorno sem a necessidade de irem até a rotatória, em frente à Universidade Nilton Lins.

As alças estão sendo construídas com espaço para duas pistas, para onde o fluxo de veículos que vem da rotatória em frente à universidade possa ser desviado e seguir, sem retenções, no sentido avenida Torquato Tapajós. Nos mesmos moldes do que foi executado na avenida Rodrigo Otávio, bairro Japiim, na entrada da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Já os condutores que estiverem seguindo em direção ao bairro Parque 10 de Novembro e desejarem retornar antes da rotatória, deverão se manter no lado esquerdo da pista para realizar a manobra, sem interferir no trânsito, pois o fluxo do lado oposto estará sendo desviado pela nova alça viária. Com aproximadamente 30 trabalhadores e maquinário especifico, a Seminf se empenha para cumprir o prazo estimado de 60 dias de obras.

As alças estão previstas para serem entregues pela prefeitura de Manaus simultaneamente com a finalização das obras da nova ponte em concreto armado, cuja antiga estrutura apresentava risco de desabamento e foi demolida no mês de setembro.

Foto: Alexandre Fonseca/Seminf

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.