Header Ads

Seo Services

Governo do Amazonas paga mais uma parcela do abono do Fundeb aos professores

Foto: Dhyeizo Lemos

O governador David Almeida anunciou que fará, nesta segunda-feira (02), o pagamento a professores e pedagogos da Rede Estadual de Ensino de mais uma parcela da partilha da correção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Será a terceira parcela de um total de R$ 236 milhões, resultantes da correção do Fundeb, repassados ao Governo do Amazonas pelo Governo Federal que, por lei, devem ser partilhados com os educadores.

O anuncio foi feito em entrevista a uma emissora de rádio de Nova Olinda do Norte, onde o governador prestigiou na noite deste sábado (30 de setembro) a volta, depois de dois anos, do Festival Folclórico do município com a disputa entre os bois Brilhante e Corre Campo. A festa tradicional não ocorria desde 2015, por conta da suspensão do apoio cultural do Governo do Estado e que foi retomado este ano por David Almeida. Neste domingo, o governador fiscalizou andamento de obras em Codajás.

Terceira parcela do Fundeb - Anunciado em agosto deste ano, o pagamento, na forma de abono, está sendo feito em quatro parcelas e alcança 30 mil professores e pedagogos, que têm direito a 60% do repasse federal. Duas parcelas, que juntas somaram R$ 118 milhões, já foram pagas em 16 de setembro.

“Amanhã já está na conta uma nova parcela do Fundeb. Na verdade, não faço mais do que a obrigação de devolver ao professor tudo aquilo que lhes é devido, disse o governador, ao ressaltar que entrada de recursos na economia também impacta positivamente na economia do Estado.

Os profissionais estão recebendo de acordo com a carga horária. Quem tem regime de trabalho de 20 horas deve receber um total de R$ 6,7 mil. Já os de 40 horas e 60 horas, respectivamente, têm valores dobrados e triplicados. “Sessenta por cento do Fundeb é destinado a professores e pedagogos. São R$ 6.700 para 20 horas, já as 40 horas dobra e assim sucessivamente. É um incremento significativo na economia e isso contribuiu para que a arrecadação do Estado de setembro seja a maior da história”, conclui o governador.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.