Header Ads

Polícia Civil prende cúpula da FDN que estava escondida em fazenda luxuosa


O delegado Cícero Túlio, titular do 23º Distrito Integrado de Polícia (DIP), irá falar logo mais, às 15h, no prédio da unidade policial, sobre o resultado da operação “Resposta”, que culminou nas prisões de Alan Sérgio Martins Batista, 33; Edson Benedito da Silva, 44; Josué Moraes de Almeida, 29, e Messias Rocha de Araújo, 20, membros de uma facção criminosa que atua no Estado.

As prisões aconteceram na manhã desta terça-feira, dia 10, em um sítio situado no quilômetro 60 da rodovia estadual AM-010. De acordo com Cícero Túlio, as investigações em torno do caso foram iniciadas há cerca de 20 dias, após os policiais civis suspeitarem que Alan e Josué seriam líderes de uma facção criminosa que atua no Estado.

Conforme a autoridade policial, Alan e Josué mantinham um apartamento de luxo no bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul da capital. O imóvel era usado para reuniões do bando. Durante os encontros os infratores planejavam ações criminosas e tratavam sobre a contabilidade do tráfico de drogas.

O titular do 23º DIP afirmou que ao longo das diligências em torno dos infratores, os policiais civis identificaram que a quadrilha se escondia em um sítio durante a semana. As anotações do tráfico de drogas indicam o movimento de milhões de reais para a manutenção dos negócios da facção criminosa. No momento da abordagem a equipe da unidade policial apreendeu com os infratores uma pistola calibre ponto 40, uma pistola 380, um revólver calibre 38 e dois rifles.

Cícero Túlio acrescentou, ainda, que Josué tinha, em nome dele, mandado de prisão temporária em aberto por homicídio, expedido no dia 13 de abril deste ano, pelo juiz Mauro Moraes Antony, no Plantão Criminal. Na delegacia, durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi constatado que Alan, Edson e Josué já tinham passagem pela polícia por envolvimento com o tráfico de drogas. Alan possui, ainda, passagem por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Alan, Edson, Josué e Messias foram autuados em flagrante por associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Ao término dos procedimentos cabíveis na delegacia, os infratores serão levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona Sul.

Josué, ao término da Audiência de Custódia, será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça, em função do mandado de prisão por homicídio.










Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.