Header Ads

Teatro Gebes Medeiros recebe terceira edição da Mostra de Cinema Venezuelano


Filmes de destaque da atual produção cinematográfica da Venezuela chegam à capital amazonense com a 3ª Mostra de Cinema Venezuelano, que acontece no Teatro Gebes Medeiros, no Ideal Clube (avenida Eduardo Ribeiro, 833, Centro, zona sul), de 18 (quarta-feira) a 20 (sexta-feira) deste mês, com sessões gratuitas sempre a partir das 18h30. Comemorando os 120 anos de história do cinema venezuelano, a iniciativa é uma parceria entre o Consulado Geral da Venezuela e o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura.

Dando início à Mostra, na quarta-feira (18) será exibido o filme “Venezzia” (2009). Dirigido por Haik Gazarian, o drama conta a história de Frank Meore, um americano especialista em comunicações e responsável por proteger navios petroleiros da ameaça de submarinos nazistas. Ele se apaixona por Venezzia, mas o relacionamento entre os dois é impossível, já que ela é casada com o capitão Salvatierra, superior de Frank. Além disso, os planos dos dois são interrompidos quando Frank é acusado de ser um espião.

Na quinta-feira (19), o destaque fica por conta do longa-metragem “Brecha no silêncio” (2012), drama dirigido por Andrés Rodríguez e Luis Rodríguez. O filme gira em torno de Ana, moça com deficiência auditiva que é explorada pela mãe em seu local de trabalho e ainda tem a responsabilidade de cuidar de seus dois irmãos. Ana é vítima de inúmeros abusos, situação que a leva a tomar decisões que trarão mudanças inesperadas a sua vida.

Finalizando a atual edição da Mostra de Cinema Venezuelano, na sexta-feira (20) será exibido “Morte em alto contraste” (2010), de César Bolívar. Na produção policial, Gabriel é um jovem rapaz que teve os pais assassinados quando ainda era criança, e com isso, decide fazer vingança com as próprias mãos. Ele se envolve com Pepe Grillo, uma jornalista especializada em crimes que vai lhe ajudar a encontrar os responsáveis pelo crime de seus pais.

Produções premiadas – Todos os longas selecionados para a 3ª Mostra de Cinema Venezuelano tiveram destaque no circuito internacional de cinema, com premiações em diversos festivais pelo mundo. É o caso de “Venezzia”, que recebeu em 2010 três prêmios: Melhor Ator para Alfonso Herrera, no Festival Internacional de Cinema do Canadá; Melhor Filme Romântico no Festival de Cinema de Amsterdã; e Melhor Filme Estrangeiro, no Festival Internacional do Sonoma, da Califórnia (EUA).

“Brecha do silêncio” foi destaque em festivais na América Latina e na África em 2012. No Festival de Cinema Venezuelano, em Mérida, o longa levou os troféus de Melhor Filme de Estreia, Atriz (Vanessa Di Quattro), Atriz Coadjuvante (Juliana Cuervos), Direção de Arte, Som e Prêmio do Público. No Festival Entre Longas e Curtas do Oriente (ELCO), da Venezuela, recebeu os prêmios de Direção, Direção de Arte, Fotografia e Cartaz. E no Festival de Cinema Internacional do Cairo foi eleito Melhor Filme de Estreia, além de Atriz (Di Quattro) e Prêmio FIPRESCI.

Por sua vez, “Morte em alto contraste” recebeu em 2009 o Prêmio Especial do Júri no Festival de Cinema Venezuelano. Também conquistou o mesmo prêmio no Festival de Cinema Latino Americano y Caribenho, de Margarita, em 2010.

Para mais informações sobre essas e outros ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Cultura do Amazonas, acesse o Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br), ou confira os perfis do órgão nas redes sociais Facebook (facebook.com/culturadoamazonas), Twitter (@SEC_Amazonas) e Instagram (@secretariaculturaamazonas).


PROGRAMAÇÃOAgenda da 3ª Mostra de Cinema Venezuelano

Dia 18, quarta-feira“Venezzia” (2009), de Haik Gazarian
Classificação indicativa: 16 anos

Dia 19, quinta“Brecha do silêncio” (2012), de Andrés Rodríguez e Luis Rodríguez
Classificação indicativa: 16 anos

Dia 20, sexta-feira“Morte em alto contraste” (2010), de César Bolívar
Classificação indicativa: 16 anos



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.