Header Ads

Policiais civis do 4º DIP prendem homem que estuprou e roubou uma mulher no bairro Gilberto Mestrinho

Foto: Erlon Rodrigues / Assessoria de Imprensa da PC-AM
Sob o comando do delegado Ricardo Cunha, titular do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a equipe de investigação da unidade policial prendeu, em cumprimento de mandado de prisão preventiva, na manhã de terça-feira, dia 31 de outubro, por volta das 10h, Klilton Ramos da Silva, 30. O homem é apontado como autor de um estupro e roubo que teve como vítima uma mulher de 31 anos. Os crimes ocorreram na noite do dia 7 de outubro deste ano, na residência da vítima, situada na Comunidade Novo Reino, bairro Gilberto Mestrinho, zona Leste da capital.

O homem foi apresentado durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira, dia 1º, às 11h, no prédio da Delegacia Geral. Na ocasião, a autoridade policial informou que Klilton foi preso na casa onde ele morava, situada na Rua Açaí, bairro Zumbi dos Palmares, zona Leste de Manaus. O mandado de prisão em nome do infrator foi expedido no dia 14 de outubro deste ano, pelo juiz Eliezer Fernandes Júnior, no Plantão Criminal.

Cunha explicou que, na noite que ocorreram os delitos, Klilton invadiu a residência da mulher e a abordou, simulando estar com uma faca. Posteriormente, o homem se armou com uma faca da casa da vítima e abusou sexualmente dela. Após o delito, o infrator subtraiu o aparelho celular da vítima e a quantia de R$ 80 em espécie. Segundo o delegado, no momento da ação, Klilton agrediu fisicamente a mulher com tapas e chutes, e ainda utilizou cordas e fios para amarrá-la e amordaçá-la durante a consumação do ato libidinoso.
A autoridade policial informou que após o infrator sair da residência da mulher, a motocicleta que ele estava utilizando não funcionou e ele acabou deixando o veículo no local do crime.

“Klilton invadiu a casa da mulher, agrediu, estuprou e, ainda roubou a vítima. Quando estava saindo do local, a motocicleta que ele estava utilizando apresentou problemas mecânicos e ele acabou deixando o veículo no lugar. No dia seguinte o infrator retornou para o local, dizendo que era o dono da moto e que teria sido vítima de roubo. De imediato suspeitamos que se tratava de uma história inventada por Klilton. A vítima fez o reconhecimento do infrator e, posteriormente, conseguimos recuperamos o celular da mulher com um receptador que informou que klilton teria vendido o aparelho a ele. Diante de todas as provas, representamos junto à Justiça o mandado de prisão em nome dele e ontem demos o cumprimento”, disse o delegado.

Ricardo Cunha destacou, ainda, que, durante depoimento na unidade policial, Klilton negou os crimes. “Ele nega a autoria dos crimes e continua sustentando que foi vítima do roubo da motocicleta. Entretanto todas as evidências pesam contra o infrator e estamos convictos que ele é autor desse estupro seguido de roubo”, enfatizou o titular do 4º DIP.

No prédio do 4º DIP, Klilton foi indiciado por estupro e roubo majorado. Ao término dos procedimentos cabíveis na delegacia, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.




Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.