Header Ads

Rebelião na delegacia de Tapauá é controlada

Fotos: Valdo Leão/Secom
A rebelião de detentos em Tapauá (a 449 quilômetros de Manaus) foi controlada por volta das 17h. A confirmação foi dada pelo comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), coronel David Brandão, e pelo delegado-geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, durante entrevista coletiva no Comando-Geral da PM, localizado em Petrópolis, zona sul de Manaus. Os quatro líderes do movimento foram transferidos para Manaus e devem chegar por volta das 20h.

Por determinação do vice-governador e titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), Bosco Saraiva, logo após tomar conhecimento da situação, policiais militares do Batalhão de Choque e da Companhia de Operações Especiais (COI), além de um delegado da Polícia Civil, foram enviados ao município para atuar no controle da ocorrência. Após intensa negociação, o motim foi controlado.

Os quatro presos que lideraram a rebelião são Leandro Monteiro dos Santos, 24, Eric Santana de Castro, 20, Adiel Barros Amâncio, 26, Anderson Miranda da Silva, 27. Após revista na unidade, a PMAM recolheu oito facas, coletes e uma submetralhadora, sem munição, que foram retirados da reserva de armamentos da delegacia. O guarda municipal, Daniel Batalha, foi feito refém e saiu sem ferimentos.

“Os presos já foram contidos e também foi realizada uma revista em toda a delegacia. Eles foram divididos entre as celas e a tropa encaminhada ao município vai permanecer em Tapauá por até quatro dias, com o apoio do delegado, que deve tomar as medidas de polícia judiciária”, ressaltou o comandante da PMAM, coronel David Brandão.

Integração - Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, o trabalho integrado das polícias conseguiu controlar a revolta dos presos e restabelecer a ordem na cidade. Enquanto aconteceu o motim, a frente da delegacia foi ocupada por curiosos. Brito destaca que a Polícia Civil está montando uma estratégia para fortalecer a presença no interior.

“Ano passado perdemos 100 delegados, que foram retirados do cargo por decisão da Justiça de afastar os chamados comissários. Isso nos causou alguns problemas de presença, mas estamos trabalhando para sanar isso. A gestão é nova e estamos trabalhando. Estamos fazendo junção para levar delegados a todos os municípios”, disse Brito.

A Delegacia de Tapauá possui 16 detentos em regime fechado e outros seis em regime semiaberto.



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.