Header Ads

Derfv e Detran-AM desativam oficina utilizada para desmanche de veículos


A equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), sob o comando do delegado Rafael Allemand, titular da unidade policial, em conjunto com servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), identificou e desativou, na manhã desta segunda-feira (04/12), uma oficina utilizada para desmanche de veículos, situada na Rua Virgílio Barros, bairro Petrópolis, zona sul da capital.

De acordo com a autoridade policial, as investigações em torno do caso tiveram início na última quinta-feira (30/11), após o recebimento de delações, feitas ao número 99110-1763, o disque-denúncia da Derfv, informando que um desmanche de veículos funcionava no local.
“No lugar encontramos, aproximadamente, 30 placas de veículos que já foram desmontados e tiveram as peças revendidas. Identificamos, ainda, oito veículos em situação ilegal, adquiridos por preços abaixo do valor praticado no mercado. Esse era o trabalho executado pelo proprietário da oficina. Ele comprava veículos com pendências judiciais por um valor baixo, desmanchava e revendia as peças”, explicou Allemand.

O delegado ressaltou, ainda, que não foram encontrados no lugar veículos com restrição de roubo e furto, apenas com pendências como busca e apreensão, da Justiça do Trabalho e de penhora. Os veículos encontrados na oficina serão recolhidos ao pátio do Detran-AM. Já as placas serão levadas ao prédio da Derfv, onde será feita a identificação dos proprietários dos veículos.

Servidores do Detran-AM presentes durante a ação policial enfatizaram que em Manaus não há oficinas de desmonte de veículos, que é o ato legalizado e autorizado pelo órgão na venda e compra de veículos com pendências judiciais. Conforme o coordenador do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot) do Detran-AM, Davi Fernandes, uma equipe será enviada ao local para fazer o levantamento das peças e veículos encontrados na oficina.

“Conforme a lei, essa oficina é ilegal e não tem autorização alguma para funcionar. Uma oficina de desmonte tem que ter apenas o desmonte como finalidade. As placas de todos os veículos que foram comprados pelo proprietário dessa oficina estão ativas junto ao Detran. Os veículos não existem mais fisicamente, mas continuam ativos e com pendências judiciais”, informou Davi Fernandes.

Segundo Allemand, o proprietário da oficina será ouvido na delegacia, onde será instaurado Inquérito Policial (IP) em torno do caso. Ele poderá responder por estelionato e receptação. Já os proprietários dos veículos poderão responder por estelionato, uma vez que estão causando prejuízos a uma instituição financeira.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.