Header Ads

HPS da Zona Norte realiza cirurgias de câncer de pele


Colaborando com a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, o Hospital e Pronto-Socorro da Zona Norte (HPS Zona Norte) reforçou a realização de cirurgias eletivas de tratamento de câncer de pele. Entre domingo (3/12) e terça-feira (5/12), vinte e cinco pacientes que estavam na fila deverão realizar o procedimento, que está inserido no programa emergencial de cirurgias eletivas realizado na unidade. Os procedimentos são em pacientes agendados que fazem atendimento na rede de saúde.

As cirurgias estão sendo possíveis devido à prorrogação pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam) do contrato emergencial firmado com o Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed). O Instituto administra o HPS da Zona Norte desde a inauguração, em 2014. A unidade compõe a rede de assistência em saúde da Susam.

“A rede de saúde do Amazonas organizou uma grande ação com mais 900 consultas e cirurgias dermatológicas com foco no câncer de pele. As nossas cirurgias de combate ao câncer de pele são uma forma do HPS da Zona Norte contribuir com essa grande campanha também”, disse o diretor operacional do Imed, Wagner Miranda, ao referir-se ao mutirão de consultas dermatológicas realizadas pela Fundação Alfredo da Matta no último sábado (02/12).

Ganho para o tratamento - O cirurgião dermatológico Carlos Chirano, coordenador da equipe que realiza os procedimentos no Zona Norte, disse que as cirurgias que estão sendo feitas no hospital ajudam a diminuir o tempo de espera nas filas. “Esse tempo que a pessoa deixa de esperar é um ganho para o seu tratamento. É uma angústia enorme ter que esperar, a evolução às vezes é desfavorável, ocorre risco de metástase e a lesão aumenta”, disse. Nos últimos meses 343 pacientes passaram por cirurgias de tratamento de câncer de pele no HPS zona Norte.

“Esses pacientes foram diagnosticados com câncer de pele em outras unidades como Fundação Alfredo da Matta e a Fundação de Medicina Tropical. Muitos deles são do interior do estado. Para esses, realizar o tratamento na capital acaba sedo oneroso”, explicou Chirano. Segundo o médico, 70% dos pacientes diagnosticados com câncer de pele na capital são do interior do Estado.

O agricultor aposentado Getúlio Almeida de 75 anos foi um dos que passaram pelo procedimento operatório no último domingo (03/11). “Sou de Iranduba (distante 40 quilômetros de Manaus) e estou feliz porque a espera acabou. Foi tudo muito bacana durante o atendimento. Assim que eu receber alta, vou tomar os cuidados necessários, porque tudo que eu espero é o reestabelecimento da minha saúde”, disse.

Prorrogação - O programa emergencial de cirurgias eletivas do Hospital e Pronto-Socorro da Zona Norte (HPS Zona Norte) foi retomado no último dia 17 pelo período de 30 dias. Entre os procedimentos, além das cirurgias de combate ao câncer de pele, 85% são de retirada de pedra na vesícula e hérnia.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.