Header Ads

Prefeitura e IBGE assinam termo de cessão que doa prédio a projeto

Foto: Mário Oliveira / Semcom
Com o objetivo de atrair o público e movimentar ainda mais o comércio informal no centro da cidade, em instalações como as Galerias Populares, a Prefeitura de Manaus assinou, nesta segunda-feira, 18/12 o Termo de Cessão com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referente a um imóvel localizado na rua Lobo D’Almada.

O prédio, doado pelo IBGE, vai complementar o projeto ‘Viva Centro Galerias Populares’, que está realocando mais de dois mil ex-camelôs das ruas e praças do centro da cidade. O imóvel doado à prefeitura é um anexo a Galeria Espírito Santo, localizada na rua 24 de Maio, e deve ser usado como local de atendimento aos populares oferecidos por servidores da Manausmed. 

“Vejo que nós temos uma grande âncora, que vai ser a Manausmed dentro da Galeria Espírito Santo, no prédio que era do IBGE e em cima queremos fazer um local para a apresentação de artes e estamos estudando fazer um planetário, para que as pessoas possam admirar esse céu maravilhoso e fazer suas compras nas galerias”, ressaltou o prefeito Arthur Virgílio Neto, que recebeu os representantes do IBGE junto com a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária (FMS), Elisabeth Valeiko, no Palácio Rio Branco, no Centro Histórico de Manaus.

Chefe da unidade do IBGE no Amazonas, José Ilcleson Mendes Coelho, contou que o prédio entrou em desuso por não atender mais as necessidades físicas de trabalho do órgão, desde então buscou acelerar o processo para que o imóvel ganhasse vida novamente e pudesse ajudar os trabalhadores locais.

“Felizmente hoje estamos aqui pra assinar o termo de cessão e para tornar este imóvel novamente útil. E nada mais útil, nada mais nobre do que, por meio desde imóvel podermos auxiliar a prefeitura na geração de emprego e renda para a população de Manaus”, observou.

Projeto Viva Centro Galeria Populares
O imóvel doado pelo IBGE será transformado em mais um Centro de Comércio Popular, dando prosseguimento ao projeto Viva Centro Galerias Populares, que já possui a Galeria Espírito Santo, hoje com 295 empreendedores instalados, a Galeria dos Remédios 1ª etapa, com 197 empreendedores alocados e o Shopping Phelippe Daou, que vai funcionar com mais de 600 microempreendedores.

“Com certeza a classe, a categoria recebe esse empreendimento, esse imóvel, como um avanço do projeto Galeria Populares Viva Centro. Com certeza Manaus também avança, porque quando nós investimos em empreendedorismo, estamos investindo em pessoas que outrora estavam nas ruas, no sol e na chuva e estarão sendo empreendedores, gerando emprego e renda para Manaus”, destacou Givanildo Marques Maia, presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes e Comércio Informal de Manaus.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.