Header Ads

Orquestra Popular “Abrigo Moacyr Alves” está com inscrições abertas neste mês de janeiro


O Abrigo Moacyr Alves está com inscrições abertas até o final deste mês de janeiro para a Oficina de Música - Orquestra Popular “Abrigo Moacyr Alves” com vagas para os seguintes instrumentos: saxofone, clarinete, flauta transversal, trombone de vara e de pisto, trompete, lira, tuba, bombardino, cornetão, caixinha, bumbo e prato.

Sob a regência e Direção Artística do Maestro Mário Fernandes, as oficinas e ensaios gerais serão realizados na sede do Abrigo Moacyr Alves, de forma totalmente gratuita.

Para se inscrever e participar das aulas, os interessados devem comparecer no Setor do Serviço Social do Abrigo, localizado na Rua Professora Léa Alencar, 1014, Alvorada I (em frente da Maternidade do Alvorada), Zona Centro-Oeste de Manaus, de segunda a sexta-feira, nos horários de 8h às 11h e das 14h às 17h, munidos dos seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de residência, 2 fotos 3X4, e para menores de idade a partir de 10 anos, a declaração escolar e o cartão do SUS.

O projeto tem como objetivo intermediar relações dos acolhidos deficientes com o espaço natural e social de um convívio aberto com a sociedade, desenvolvendo conhecimentos acerca da ética, moral, cidadania e inclusão através da musicalização, ofertando serviços amplos que oportunizem a convivência com os diferentes gêneros e estilos musicais.

A Orquestra Popular deverá ser composta por pessoas da comunidade e deficientes acolhidos pela instituição, proporcionando uma boa instrução sobre a cultura musical, a fim de desenvolver habilidades que sejam utilizadas pelos componentes da Orquestra não somente na música, mas em seu cotidiano de forma intra ou interpessoal, além de culminar com apresentações em espaços abertos a diferentes tipos de públicos participantes em arraiais, festival de turismo e outros, fortalecendo dessa forma, o nome e o trabalho da instituição.

Para a Diretora do Abrigo e Psicóloga, Claudete Ciarlini, a música é um caminho para o desenvolvimento dos deficientes, em um processo destinado a facilitar e promover a comunicação, tendo resultados terapêuticos relevantes, que atendem as necessidades físicas, mentais, sociais e cognitivas, desenvolvendo potenciais e restaurando funções do indivíduo.

“A música trata anomalias psicofísicas como esquizofrenia e em típicos problemas neurológicos, como a afasia (perda total ou parcial da fala) e exerce uma grande influência no tratamento de neuroses e no autismo infantil. Algumas experiências comprovam os bons resultados no tratamento de doentes mentais com profundas tensões nervosas, em casos de neuroses e depressões. Incluir concertos e outras atividades musicais é proporcionar a interação e a comunicação das pessoas entre si, buscando estímulo à percepção, expressão e aquisição dos significados dos códigos musicais e sociais. No caso da Oficina Musical, por existirem grandes momentos de culminância durante o ano, o ensino musical é dirigido visando à educação estética/musical e a preparação para apresentações públicas diversas, onde os alunos passarão por um processo de musicalização interagindo passo a passo com os princípios básicos da música”, ressaltou.

Mais informações: (92) 3238-2115.



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.