Header Ads

Polícia Civil prende homem denunciado pela ex-companheira por lesão corporal, ameaça e roubo

Foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa da PC-AM
A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher – Anexo (DECCM – Anexo), sob a coordenação da delegada Andrea Nascimento, titular da unidade policial, cumpriu na tarde desta sexta–feira (05/01), às 13h30, mandado de prisão preventiva por lesão corporal em nome de um homem de 30 anos. O infrator foi preso em via pública, no bairro Tancredo Neves, zona leste da cidade.

De acordo com a autoridade policial, as investigações em torno do caso foram iniciadas no mês de dezembro de 2017, após uma mulher de 39 anos, ex-companheira do infrator, comparecer ao prédio da DECCM-Anexo para formalizar ocorrências, nos dias 10 e 26 do referido mês, de lesão corporal e ameaça, praticadas pelo infrator.

Após os registros, a delegada representou à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome do transgressor. O documento foi expedido no dia 29 de dezembro de 2017, pelo juiz Anderson Luiz Franco de Oliveira, no Plantão Criminal.

“Segundo a vítima, o infrator não aceitava o fim do relacionamento e, por esse motivo, passou a agredi-la. No primeiro registro de lesão corporal, a vítima teve o braço e costelas fraturados, além de hematomas em outras partes do corpo. Nesse mesmo dia, solicitamos medidas protetivas em benefício da vítima. Já no dia 26, a vítima compareceu novamente na delegacia por ter sofrido uma nova agressão e, dessa vez, ela informou que o infrator havia subtraído dela R$ 2 mil e um aparelho celular”, declarou a delegada.

Confissão - Na unidade policial, durante depoimento, o homem confessou a autoria das agressões, mas negou o roubo dos pertences da vítima. Durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) foi constatado que o indivíduo já possui passagem pela polícia por homicídio tentado e furto.

O infrator foi indiciado por lesão corporal, ameaça e roubo. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da unidade policial, ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.




Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.