Header Ads

Proibidas de usar o refeitório no Hospital João Lúcio, funcionárias terceirizadas almoçam próximas a defuntos


A empresa Podium Empresarial Ltda, situada no bairro Santo Agostinho, está sendo denunciada por seus funcionários que trabalham na função de serviços gerais no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, no bairro Coroado, de não pagar os salários que já estão atrasados há cinco meses.

Além do atraso em seus pagamentos, os funcionários afirmam que para realizar os trabalhos de limpeza no hospital, tem que levar de suas casas água sanitária e sabão em pó, já que, segundo eles, a empresa não está fornecendo o material.

Outro fator que levou as funcionárias a denunciar a empresa é que elas estão proibidas de almoçarem no refeitório do hospital, tendo que se submeter a sol e chuva bem ao lado da “sala funerária”, um local onde ficam os cadáveres.

Como não é a primeira vez que fazem a denúncia e são desmentidos pela diretoria da empresa, elas resolveram gravar um vídeo para mostrar a qualidade da comida que muitas das vezes, estão estragadas e frias, pois o horário que costuma chegar em suas mãos é a partir das 15h.

Por conta das cobranças e denúncias, uma das funcionárias disse que elas recebem frequentemente ameaças de demissão por parte dos representantes da empresa.

O Chefão da Notícia tentou entrar em contato com a Podium Empresarial pelos números (92) 93xx-12xx / 84xx-xx12, mas ninguém atendeu as ligações.

Este espaço é democrático e está aberto para a empresa denunciada se pronunciar sobre o assunto ou fazer sua defesa.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.