Header Ads

Deputada Alessandra articula Lei do Escalonamento para servidores da Saúde


Repor as perdas salariais é a principal meta da proposta de Lei do Escalonamento para os servidores da saúde. O assunto começou a ser discutido na manhã desta terça-feira, 30 de janeiro, quando a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) se reuniu em seu gabinete na Assembleia Legislativa com representadores do setor que abrange um total de 32 categorias de trabalhadores.

“Assim como houve na Polícia Civil, estou propondo a Lei do Escalonamento dos Servidores Públicos da Saúde com objetivo de retomar as promoções, progressões, datas-base. São muitos anos de perdas e a gente sabe que tudo não pode ser feito num ano só, então que a gente crie essa lei para que em quatro ou cinco anos a gente consiga repor essa perdas”, explicou a deputada.

Na reunião, Alessandra também informou os trabalhadores da saúde que vai pedir ao governador Amazonino Mendes (PDT) a volta do pagamento do ticket alimentação. Além disso, ela também vai levar ao chefe do Executivo outra demanda dos servidores, que é o vale transporte.

A deputada propôs novas rodadas de conversas e a criação de uma comissão para estudar os valores que serão necessários para repor todas as perdas dos trabalhadores da saúde. Segundo as entidades presentes no encontro na Assembleia, desde 2011 o Estado não vem cumprindo as promoções e progressões previstas em lei. Já as perdas salariais por falta de cumprimento das datas-base nos últimos anos já supera a casa dos 31%.

Tanto Alessandra quanto os trabalhadores enxergam no atual Governo uma boa vontade em melhorar os serviços públicos nas mais diversas áreas. O exemplo mais claro é a Segurança, beneficiada pelo governador e pelo vice-governador e secretário Bosco Saraiva com o pagamento da quarta parcela do escalonamento da Polícia Civil, promoções e auxílio fardamento.



Foto: Emanuel Mendes Siqueira


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.