Header Ads

Deputada Alessandra aciona DPU contra demissão de trabalhadores do sistema elétrico


A deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) vai encaminhar à Defensoria Pública da União (DPU) contra a demissão de mais de 200 funcionários da Eletrobras Distribuição Amazonas. O assunto foi levado à tribuna pela parlamentar durante o pequeno expediente desta terça-feira, 6, na Assembleia Legislativa.

Segundo Alessandra, o desligamento dos funcionários do setor elétrico foi denunciado pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Estado do Amazonas (STIUAM). As demissões foram referendadas pelo Conselho de Administração da concessionária, atendendo a estratégia federal de privatização da empresa.

Os trabalhadores foram admitidos a partir de 24 de março de 1993, quando o sistema elétrico ainda era gerido pelo Governo do Estado. A contratação, de acordo com a concessionária, teria sido feita em desacordo com a lei federal que rege o ingresso no serviço público. No total são mais de 200 funcionários nessa situação.

A deputada, que é contra a privatização do sistema elétrico, entende que o desligamento dos urbanitários é uma grande injustiça. Para Alessandra, esses trabalhadores dedicaram boa parte da vida à concessionária.

“Agora, quando muitos deles estão em idade avançada, perto de se aposentar porque já traziam tempo de serviço de outras empresas, a Amazonas Energia tomou a decisão de demitir essas pessoas sem nenhum direito trabalhista, tornando nulo o ato da contratação. Eles vão para a rua sem direito a indenização, aviso prévio. Pessoas que dedicaram sua juventude, sua vida e que estão agora desesperadas”, explicou Alessandra.

Em parceria com o Sindicato dos Urbanitários, a deputada articulará na Casa uma moção de apelo para que a diretoria da concessionária volte atrás e revogue a decisão. Alessandra também antecipou que levará o caso ao conhecimento da DPU para a tomada das medidas judiciais cabíveis.



Foto: Jimmy Christian


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.