Conectando o Amazonas

Paysandu e Manaus FC fazem 1ª batalha da semifinal da Copa Verde

Foto: Emanuel Mendes Siqueira
Um encontro de um gigante do futebol brasileiro contra um clube em pleno crescimento na Região Norte. Nesta terça-feira, 27 de março, a partir das 19h (de Brasília), Paysandu e Manaus FC entram no estádio da Curuzu, em Belém do Pará, para a primeira batalha das semifinais da Copa Verde 2018. A partida terá transmissão ao vivo para todo o Brasil pelo canal Esporte Interativo.

Fundado em 1914, o Papão é o clube com maior número de títulos na Região Norte, com dois Brasileiros da Série B, uma Copa dos Campeões, uma Copa Norte, uma Copa Verde e 47 títulos do Paraense. Além disso, o clube é único da região que disputou a Taça Libertadores da América, em 2003, vencendo inclusive o Boca Juniors por 1 a 0, com gol de Iarley, em plena “La Bombonera”.

Por outro lado, o Gavião do Norte ainda escreve os primeiros capítulos de sua história. Fundado em 2013, o clube é o atual campeão amazonense e despontou no cenário nacional este ao eliminar o Clube do Remo e o Rio Branco nas duas primeiras fases da Copa Verde. Além disso, o Manaus FC esteve perto de despachar o CSA na primeira fase da Copa do Brasil – no empate por 2 a 2, na Arena da Amazônia, a vaga escapou no último minuto no pênalti desperdiçado pelo atacante Nena.

No time amazonense, todos pregam respeito ao tradicional adversário. Não dá para negar a força do Paysandu em seus domínios. No entanto, a chegada de atletas do porte de Paulão (zagueiro), Panda (volante), Cleitinho (meia), Rossini e Nena (atacantes), todos com títulos e acessos em campeonatos regionais e nacionais, transformaram o clube caçula do Amazonas numa equipe cascuda, aguerrida e que busca impor seu ritmo até mesmo fora de casa. A base campeã estadual do ano passado foi mantida, entre eles Jonathan, Deurick, Negueba, Juninho, He-Man e Wesley Napão, além de Hamilton, que não joga a ida da semifinal porque está suspenso com três cartões amarelos.

Desfalques e improvisações
O técnico Igor Cearense terá 18 atletas à disposição em Belém. Além da suspensão de Hamilton, o lateral-direito Tiago Granja e o volante Amaral estão entregues ao departamento médico e nem chegaram a viajar. Na lateral, o versátil Derlan, ex-Castanhal-PA, será improvisado. No meio, Felipe Eduardo “Tiririca”, revelado na base, foi relacionado no grupo e Wander é o substituto de Hamilton.

“Não é fácil montar a equipe porque a gente tem muitos desfalques, mas a gente fica feliz por outro lado porque a gente tem um elenco muito forte, muito qualificado e jogadores versáteis”, comentou o comandante.

O volante Panda lembrou que já enfrentou o Papão da Curuzu atuando pelo Icasa-CE e também pelo Clube do Remo. A lembrança é boa e Panda espera repetir novamente uma grande atuação em Belém.

“Já tive a oportunidade de jogar contra eles várias vezes. Em 2009, pelo Icasa atuando pela Série C, consegui fazer um grande jogo e consegui o acesso pelo Icasa. E também tive o prazer de jogar pelo Remo o clássico de lá, no Re-Pa lá o bicho pega. Mas agora estou defendendo as cores do Manaus FC e espero que junto com meus companheiros mais uma vez possamos fazer um grande jogo e conseguir um grande resultado”, disse Panda, que vem se destacando com belas assistências, além de cobranças de faltas e pênaltis.

Apesar de não ter revelado a equipe titular, o Manaus FC treinou nos últimos dias com Jonathan, Derlan, Deurick, Paulão e Negueba; Juninho, Panda, Cleitinho e Wander; Rossini e Nena.

No Paysandu, o técnico Dado Cavalcanti deve manter o time que eliminou o Bragantino no último sábado, na semifinal do Paraense, com Marcão, Maicon Silva, Diego Ivo, Edimar e Nando Carandina; Cáceres, Danilo Pires e Walter; Mike, Moisés e Cassiano.

O duelo terá arbitragem de Marcos Mateus Pereira (MS), Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS). O jogo da volta acontece dia 11 de abril, a partir das 21h (de Brasília), na Arena da Amazônia, em Manaus.



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes