Header Ads

Câmara lamenta morte de Oscarino Varjão, criador do boneco Peteleco


A Câmara Municipal de Manaus (CMM), por meio do presidente Wilker Barreto (PHS), manifesta comoção e pesar aos familiares e amigos pelo falecimento do ventríloquo Oscarino Farias Varjão, 81, criador do boneco Peteleco. Na manhã desta segunda-feira (16), o artista foi lembrado pelos parlamentares que dedicaram um minuto de silêncio em respeito e admiração. O plenário aprovou, ainda, Moção de Pesar conjunta apresentada pelos vereadores Plínio Valério (PSDB), Therezinha Ruiz (PSDB) e Chico Preto (PMN).

“A Câmara faz um gesto bonito a um artista admirado por todos. O boneco Peteleco sempre trouxe alegria em suas apresentações”, destacou Wilker Barreto.

O criador do Peteleco lutava contra um câncer e desde o dia 13 de março encontrava-se internado no Hospital 28 de Agosto, onde faleceu na noite de domingo (15), após uma parada cardiorrespiratória.

O corpo do artista esta sendo velado no Palácio Rio Negro, na rua Sete de Setembro, Centro. O sepultamento será realizado no Cemitério São João Batista, Zona Centro-Sul da capital, às 16h30.

Oscarino Farias nasceu em maio de 1937, no Paraná do Xiborena, Rio Solimões, Amazonas. Em 1953 começou a carreira com o boneco Chiquinho. Em 1957 é criado o ventríloquo Peteleco, que o acompanhou em apresentações arrancando risos de quem o assistia. Desde 2016, Oscarino e Peteleco são considerados Patrimônio Cultural Imaterial de Manaus.

O artista era admirado pela arte de falar sem mexer a boca, dando voz e vida ao boneco Peteleco. O talento de Oscarino foi reconhecido em programas nacionais da TV brasileira.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.