Header Ads

Escoteiros do Amazonas se preparam para comemorar o Dia Mundial do Escoteiro


A Região Escoteira do Amazonas estará realizando no período de 14 a 22 de Abril de 2018 mais uma Edição da Tradicional Semana Escoteira. A programação terá inicio nesse final de Semana em diversos Grupos Escoteiros da capital e interior. No próximo dia 17 de Abril irá acontecer uma seção solene de homenagem aos Escoteiros do Amazonas, a seção será realizada nas dependências da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), de propositura do Deputado Estadual Josué Neto.

Já nos dias 21 e 22 de Abril um mega acampamento Escoteiro será montado no Shopping Ponta Negra, com mais de 1000 metros quadrados de atividades, para crianças e jovens de 6 a 21 anos de idade, no segundo piso do empreendimento. O acampamento especialmente projetado no shopping terá atividades gratuitas, onde crianças, adolescentes e jovens poderão participar de “Um Dia de Escoteiro”. O objetivo dessas atividades é confraternizar e celebrar o Dia Mundial do Escoteiro. No mundo o movimento escoteiro comemora 110 anos de existência e no Brasil 108 anos. A estrutura montada pelos Escoteiros do Amazonas contará com painéis informativos sobre o movimento escoteiro, exposições de uniformes, lenços e distintivos, além de palestras informativas sobre o ingresso de crianças, jovens, adolescentes e adultos no movimento escoteiro. O local da exposição e acampamento será aberto ao público no mesmo horário de funcionamento do shopping e terá o acompanhamento de adultos voluntários conhecidos como “chefes escoteiros”.

Origem do Dia Mundial do Escoteiro - No próximo dia 23 de abril, em todo o mundo, é comemorado o dia mundial do Escoteiro, a data é uma homenagem ao padroeiro dos escoteiros, São Jorge. O santo é conhecido como um grande guerreiro, sendo um soldado de cavalaria, e logo ficou conhecido por sua bravura. Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, fundador do escotismo, escolheu São Jorge para ser o padroeiro dos escoteiros, por considerar um modelo a ser seguido por todos do movimento.

Outra curiosidade a parte que merece destaque é a Lei do Dia Nacional do Escotismo, comemorada no próximo, 23 de abril, sendo sancionada pela Presidência da República, em Janeiro último. Projetos de lei como esse valorizam o trabalho voluntário de adultos do movimento escoteiro.

Historia do maior movimento de educação não formal de Jovens do Mundo - O Movimento Escoteiro foi fundado em 1907 pelo ex-general Robert Baden-Powell, após ele afastar-se do exército na Inglaterra. Apesar de militar, o inglês não quis deixar como herança para o Movimento Escoteiro essas características, mas aproveitou técnicas que seriam úteis no desenvolvimento dos jovens para criar um movimento educacional.

Baden-Powell utilizou-se dos aprendizados que o tornaram coronel aos 33 anos e que lhe garantiram a fama de “Impisa” (o lobo que nunca dorme, em português) para ajudar a juventude. O início disso tudo aconteceu por meio do livro “Ajudas à Exploração Militar” (Aids To Scouting, 1894), que continha informações para os militares sobre seguir pistas, exploração e coisas que se referiam à vida em campo. Ao retornar da guerra Mafeking, na África, cidade que defendeu por 217 dias até alcançar a vitória, B-P passou a ser tratado como um herói.

Para o simpático senhor inglês, a recompensa foi o enorme interesse dos jovens em aprender e replicar as técnicas citadas em seu livro, que já era adotado por escolas britânicas. Aos poucos passou a reunir suas experiências e as atividades dos exploradores para criar algo que pudesse realmente ser utilizado na educação e formação dos jovens: o Escotismo.

No dia 1º de agosto de 1907, ele levou 20 rapazes para a Ilha de Brownsea, no Canal da Mancha, para realizar o primeiro acampamento escoteiro do mundo – essa era a forma que B-P havia encontrado para testar suas ideias. Ao longo de oito dias, ele aplicou diversos ensinamentos sobre vida em equipe e ao ar livre, acampamentos, fogueiras, jogos, rastreamento, dedução e observação, técnicas de primeiros socorros, alimentação e boas ações. Ele havia pensado em tudo para que os jovens pudessem voltar para suas casas mais independentes e com novas habilidades.

O acampamento foi um sucesso e, no início do ano seguinte, Baden-Powell lançou as seis edições do guia “Escotismo para Rapazes”, sem sonhar que estaria fundando o maior movimento educacional de jovens do planeta. A busca pelos manuais foi tão grande que o inglês decidiu desligar-se do exército e dedicar-se à sua “segunda vida”, como costumava chamar, rodando por diversos países para fazer do Escotismo uma grande fraternidade mundial.

O Escotismo começou a crescer, passou a aceitar meninas (em 1909) e, em 1920, com o fim da Primeira Guerra Mundial, reuniu cerca de 8 mil jovens em Londres para o primeiro Jamboree Mundial, o maior evento escoteiro do mundo. Em 1910 chega a Brasil e se espalha em diversas capitais e cidades do país.







Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.