Header Ads

Filho de Renato Russo: Objetos leiloados não são do patrimônio cultural


Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo, rebateu a acusação feita pela tia de que estaria "se livrando" do valioso acervo do artista ao organizar um leilão beneficente no Retiro dos Artistas, no Rio de Janeiro. Objetos pessoais do ex-Legião Urbana foram disponibilizados pelo herdeiro.

"[Os objetos] são reminiscências de artigos pessoais do dia a dia do Renato. Roupas, pijama, mobília, cabeceira. Essas coisas que não pertencem ao patrimônio artístico/cultural dele. Para a causa do Retiro dos Artistas, têm valor muito grande, para eles cuidarem dos artistas velhinhos", afirmou Giuliano, em entrevista à rádio 89 FM.

A mãe de Renato Russo, Carminha Manfredini, e a irmã dele, Carmem Teresa Manfredini, publicaram na última semana uma carta aberta criticando a atitude de Giuliano. Na carta, elas dizem que ele não soube zelar pelo acervo de músico e passou por cima da vontade da família, que tinha intenção de manter objetos pessoais que foram à leilão, incluindo livros, LPs e fotos.

De acordo com o herdeiro, o acervo mais relevante, ligado diretamente à obra do pai, foi recuperado e catalogado pelos funcionários do Museu da Imagem e do Som, após serem expostos entre setembro de 2017 e janeiro deste ano.



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.