Header Ads

'Se quiserem prender Lula vão ter de invadir', diz Lindbergh Farias


O senador Lindbergh Farias (PT) declarou na manhã desta sexta-feira que a Polícia Federal só conseguirá cumprir o mandado de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se “invadir” a sede do sindicato dos metalúrgicos, onde o petista e seus simpatizantes se concentram desde a noite de ontem.

“O decreto de prisão ofereceu uma alternativa que era Lula se apresentar lá (em Curitiba), mas isso não nos interessa. Se eles querem prender o Lula, eles têm que vir aqui, na frente do povo, e pela segunda vez invadir o sindicato dos metalúrgicos”, afirmou o senador em referência ao período da ditadura militar.

O episódio citado por Farias remete à invasão da polícia ao sindicato em 31 de março de 1964, durante os dias que antecederam a imposição do regime no país. Na ocasião, agentes teriam levado embora arquivos e equipamentos gráficos.

Pregando resistência à prisão do ex-presidente, o senador afirmou que a alta cúpula do partido ainda não discutiu quais serão os próximos passos.

“Lula sabe trabalhar com tempo. Ontem queríamos conversar e decidir algo e ele pediu calma, disse ‘vamos esperar ate amanhã’. Na hora que ele achar adequado vai reunir o conselho”, disse.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, veiculada esta manhã, Lula afirmou que havia decidido não viajar até Curitiba para se entregar à PF. O petista, no entanto, não confirmou se estuda a possibilidade de se entregar em São Paulo ou se deve resistir completamente à prisão.



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.