Conectando o Amazonas

Aleam aprova reajuste salarial da saúde com emenda


O reajuste salarial dos servidores do Sistema Único de Saúde foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), nesta terça-feira (8). Depois de divergirem sobre a aceitação de uma emenda do deputado Abdala Fraxe, aprovada com 10 votos, todos 19 deputados presentes na sessão votaram a favor da mensagem governamental que concedeu 24,2%, em duas parcelas.

A proposição encaminhada pelo governo prevê um reajuste nos percentuais de 10,85%, a partir de 1º de maio de 2018, relativo à soma da revisão geral anual das datas base de 2015 e 2018, além de fixar os percentuais de 9,27%, a contar de 1º de maio de 2019, relativo à revisão geral anual da data base de 2016.

O projeto previa ainda mais 4,08%, a contar de 1º de maio de 2020, relativo à revisão geral anual da data base de 2017. Contudo, com plenário e galeria lotados, o clima tenso predominou durante a votação da emenda do relator do projeto de lei, deputado Abdala Fraxe, que possibilitou o adiantamento dos 4,08% para 2019. Somados aos 10,86%, esta parcela ficou 14,94%.

O clima hostil entre os representantes do Sindicato dos Servidores da Saúde contra o Movimento Organizado dos Trabalhadores (Mots) tomou conta de vários momentos da sessão. O presidente da Aleam precisou intervir e até fez um desagravo contra as ameaças a uma das líderes do movimento dos trabalhadores.

“A Assembleia Legislativa abre as portas e dá voz a todos, de forma republicana, mas sempre com respeito às divergências. Entendemos que vocês esperam por esse reajuste há muitos anos, mas o momento exige união. Vocês (servidores) não devem a deputado nenhum, nem ao governo. A vitória é de vocês”, afirmou David.


Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes